Cavaco diz que sabe “muito bem” o que fazer após eleições de domingo

Cavaco Silva - Eleições
Cavaco Silva - Eleições

O Presidente da República disse hoje que sabe "muito bem aquilo que irá fazer" no pós-eleições e que é "totalmente insensível a quaisquer pressões", mas escusou-se a revelar "um centímetro" da decisão que está na sua "cabeça".

“Quanto ao dia 5, eu estou com muita tranquilidade, sei muito bem aquilo que irei fazer e todos sabem que eu sou totalmente insensível a quaisquer pressões, venham elas de onde vierem. Decidirei nos termos dos meus poderes constitucionais e colocando sempre em primeiro em primeiro lugar o superior interesse nacional”, afirmou o chefe de Estado, Aníbal Cavaco Silva, em declarações aos jornalistas em Nova Iorque.

Cavaco Silva escusou-se, contudo, a revelar a forma como irá decidir, apesar de afirmar já ter uma solução pensada: “a forma como irei decidir, embora já esteja na minha cabeça, eu não irei revelar nem um centímetro”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
President of the European Commission Ursula von der Leyen (L) and President of the European Council Charles Michel give a press conference during the second day of a special European Council summit in Brussels on February 21, 2020, held to discuss the next long-term budget of the European Union (EU). (Photo by kenzo tribouillard / AFP)

Conselho Europeu termina em Bruxelas sem acordo

Diretor-geral da fábrica da PSA Mangualde, José Maria Castro, fotografado na linha de montagem. (Fernando Fontes / Global Imagens )

Futuro da PSA Mangualde depende de apoio do Governo a projeto de 18 milhões

O ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, discursa durante o almoço-debate "Os Desafios da Ferrovia: Infraestrutura, Serviços e Indústria", organizado pelo International Club of Portugal num hotel de Lisboa, 21 de fevereiro de 2020. TIAGO PETINGA/LUSA

Prejuízo da TAP “não foi um desvio qualquer” e já devia ter tido lucro

Cavaco diz que sabe “muito bem” o que fazer após eleições de domingo