crescimento económico

Centeno admite revisão do crescimento em baixa

Mário Centeno, ministro das Finanças. Fotografia: Mário Cruz/Lusa
Mário Centeno, ministro das Finanças. Fotografia: Mário Cruz/Lusa

Ministro assume que as previsões podem ser revistas em outubro, quando for apresentado o Orçamento do Estado para 2017.

Mário Centeno admitiu que a economia nacional vai crescer menos este ano, considerando que as previsões podem ser revistas em outubro, quando apresentar o Orçamento do Estado para 2017.

Em entrevista hoje ao jornal Público, Mário Centeno admitiu uma revisão das previsões para 2016 em outubro, quando apresentar o Orçamento para 2017, mostrando, igualmente, abertura para alterar a proposta do regime de requalificação dos funcionários públicos.

Mário Centeno avançou que o ‘Brexit’ (saída do Reino Unido da União Europeia) é uma alteração que tem de ser considerada como “estrutural na envolvente da economia portuguesa” pelo impacto na União Europeia e pelas “relações fortes e diretas” que Portugal tem com o Reino Unido.

“O Reino Unido é o nosso quarto maior cliente na exportação de bens, está entre o primeiro e o segundo lugar nas exportações de serviços, portanto, a resposta óbvia é que estamos atentos a isso. Temos acompanhado, quer internamente, quer através de estudos que têm sido feitos sobre o impacto do ‘Brexit’ na economia portuguesa, e esse impacto é obvio”, disse.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Indústria do calçado. 
Fotografia: Miguel Pereira/Global Imagens

Portugal regressou ao Top 20 dos maiores produtores de calçado

Mina de carvão perto da cidade de Oaktown, Indiana, Estados Unidos. (EPA/TANNEN MAURY)

Capacidade de produção de carvão caiu pela primeira vez

(EPA/RITCHIE B. TONGO)

Microsoft mantém discussões para compra da filial da TikTok nos EUA

Centeno admite revisão do crescimento em baixa