Centeno ao El País: "Economia portuguesa emergiu com um fulgor renovado"

O ministro das Finanças publica esta segunda-feira um artigo de opinião no El País

"Portugal ha pasado pagina". Que é como quem diz, a austeridade já era. É num artigo de opinião publicado esta segunda-feira no jornal espanhol El País que Mário Centeno garante aos vizinhos espanhóis que a economia nacional está bem e recomenda-se.

"Depois de uma década de desempenho frágil e uma grave crise, a economia portuguesa emergiu com um fulgor renovado", sublinha o Ministro das Finanças.

E não é por existirem ainda "desafios importantes pendentes" no caminho da recuperação portuguesa, nomeadamente ao nível da "gestão dos legados que a crise deixou", que Centeno deixa de estar confiante.

"A capacidade para enfrentá-los é hoje, sem dúvida, maior do que em qualquer outro momento das últimas décadas", assegura o presidente do Eurogrupo.

Centeno destaca que os indicadores estruturais da economia portuguesa são "sólidos", tanto no que diz respeito à atividade económica, que cresce há 15 trimestres, como às contas públicas, "com uma melhoria do saldo estrutural em 1,4 pontos percentuais nos últimos anos".

E nem a banca fica de fora. "A recapitalização dos maiores bancos e a redução sustentada do crédito malparado" são dignos de nota para o ministro". E juntam-se à lista de motivos para acreditar que "o futuro sustentável já está em construção".

Entre as várias conquistas dos últimos anos, Centeno realça o crescimento "acima da média da União Europeia e da zona euro", a queda do desemprego para níveis anteriores à crise e a saída do procedimento por défices excessivos, que melhorou a reputação internacional do país.

"O renovado vigor económico e a consolidação orçamental surpreenderam os analistas, cujas projeções ficaram, não raras vezes, desfasadas da realidade", conclui Centeno.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de