OE 2016

Mário Centeno: “Queremos melhorar a imagem” de Portugal nos mercados

Ministro das Finanças reforça compromisso com o processo de consolidação fiscal

O Governo está apostado em tranquilizar os mercados internacionais após as fortes subidas das taxas de juro na dívida com prazo de 10 anos registadas na quinta-feira. O ministro das Finanças, Mário Centeno, assegurou à CNBC que o país quer passar uma mensagem positiva junto dos credores internacionais.

“Queremos melhorar a imagem dos mercados de Portugal como país, como economia e em relação à dívida pública e privada. Isso requer um compromisso e uma ação muito fortes a nível orçamental”, referiu o ministro em declarações recolhidas após a reunião do EcoFin, que aprovou o Orçamento do Estado 2016 de Portugal.

“Claro que estamos a acompanhar a pressão nos mercados, sobretudo comunicando-lhes o nosso maior compromisso com o processo de consolidação fiscal. Os mercados, por vezes, precisam de mais garantias, o que justificou a reunião de hoje [quinta-feira]”, acrescentou Mário Centeno.

O ministro das Finanças foi ainda questionado por causa da redução, das 40 para as 35 horas semanais, do horário de trabalho da Função Pública. “Deixe-me salientar que uma das medidas [das 35 horas] vai ser aplicada tendo em conta o impacto nas contas públicas. Precisamos de criar um processo que proporcione novos níveis de produtividade. Isto é o mais importante para nós. A reforma na administração pública é muito importante para que Portugal tenha um crescimento mais forte”, respondeu.

Portugal alivia esta sexta-feira das fortes subidas registadas no mercado secundário de dívida. A taxa a 10 anos chegou ao patamar dos 4,5%. Esta sexta-feira está 3,776%.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Foto: Leonel de Castro/Global Imagens

Famílias com 12 meses para pagarem rendas do estado de emergência

(João Silva/ Global Imagens)

Papel higiénico, conservas:em 2 semanas, portugueses gastam 585 milhões no super

coronavírus em Portugal (covid-19) corona vírus

140 mortos e 6408 casos confirmados de covid-19 em Portugal

Mário Centeno: “Queremos melhorar a imagem” de Portugal nos mercados