CeNTI e Simoldes criam consola para os carros do futuro

Tecnologia permite a condução autónoma e vai disponibilizar várias funções inteligentes ainda não acessíveis à indústria automóvel

Há uma consola para a indústria dos carros do futuro com carimbo português, que deverá chegar ao mercado em 2023. Com ela vai ser possível “conduzir de forma autónoma, ser alertado para não deixar objetos no carro, aquecer ou refrigerar uma garrafa de água e carregar o telemóvel”, avançam os promotores do projeto.

Com um custo aproximado de 660 mil euros, apoiado em 437 mil euros pelo Feder, o projeto da S-Console resulta de uma parceria entre o CeNTI - Centro de Nanotecnologia e Materiais Técnicos, Funcionais e Inteligentes e a Simoldes Plásticos, uma empresa do Grupo Simoldes, com sede em Oliveira de Azeméis, que atua no setor automóvel desde 1959.

A consola central automóvel incorpora várias funcionalidades inteligentes e únicas, “que atualmente ainda não estão ao dispor da indústria automóvel, além de responder às atuais necessidades da indústria 4.0 e a valores como a sustentabilidade e a eficiência”, lê-se numa nota do CeNTI.

Para os condutores, o novo equipamento “trará uma experiência completamente diferente, com melhor mobilidade e mais conforto”, garantem os investigadores. Aliás, “impulsionar a relação homem-máquina e dar ao utilizador mais controlo, autonomia, segurança e tranquilidade” são apresentados como os principais objetivos da consola.

No caso das mudanças automáticas, por exemplo, a consola incorpora um seletor que é ativado através de um simples toque, tendo ainda a capacidade de se recolher quando ativado o modo de condução autónoma.

Para viabilizar essas funções inovadoras, a consola incorpora “superfícies interativas, materiais funcionais e inteligentes e sistemas eletrónicos de comunicação”, especifica o CeNTI.

“Todas as funcionalidades foram desenvolvidas e monitorizadas para se ‘arrumarem’ dentro da consola. Deste modo, além de manter as suas linhas simples, seamless, conseguimos ter uma consola limpa e organizada, transmitindo tranquilidade ao utilizador", refere Inês Matos, uma das investigadoras responsáveis pelo projeto, citada no comunicado.

Inês Matos acrescenta que a integração de materiais sustentáveis é também uma das principais características da consola, tendo havido a preocupação de a tornar “leve e amiga do ambiente”, cumprindo a tendência do setor automóvel de apostar em soluções sustentáveis.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de