Coronavírus

Centros comerciais e Lojas do Cidadão em Lisboa encerrados até 04 de junho

O primeiro-ministro, António Costa. JOÃO RELVAS/POOL/LUSA
O primeiro-ministro, António Costa. JOÃO RELVAS/POOL/LUSA

A terceira fase de desconfinamento começa no dia 01 de junho, mas em Lisboa será diferenciada. Ajuntamentos limitados a 10 pessoas

O recente aumento no número de casos em Lisboa levou a que o Governo opte por um desfasamento na reabertura de estabelecimentos.

Para a Área Metropolitana de Lisboa, os centros comerciais e as Lojas do Cidadão mantêm-se encerradas até ao dia 04 de junho ao contrário do resto do país.

De acordo com o documento distribuído pelo Governo, haverá um reforço da vigilância epidemiológica nas obras de construção civil e no trabalho temporário e ainda planos de realojamento de emergência “para permitir a separação de pessoas infetadas e não infetadas”, sublinhou o primeiro-ministro. As câmaras municipais podem permitir a reabertura de lojas com mais de 400 metros quadrados e feiras que foram reabertas.

“Temos consciência que muitos lojistas tinham tudo preparado para reabrir na próxima segunda-feira, por isso não tomámos a decisão de esperar mais quinze dias”, afirmou o primeiro-ministro, prometendo reavaliar a reabertura na reunião do Conselho de Ministros da próxima semana.

Os ajuntamentos ficam limitados a dez pessoas, “enquanto no resto do país serão 20 pessoas”. António Costa indicou ainda que fica “restringida a 2/3 a lotação máxima de veículos de transportes de passageiros, como carrinhas de transporte da construção civil”.

António Costa disse ainda vai haver um “grande esforço de testagem” nos centros comerciais e Lojas do Cidadão.

Em atualização

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Paschal Donohoe

Sucessor de Centeno: Irlandês Donohoe surpreende e bate espanhola Calviño

O Ministro das Finanças, João Leão. EPA/MANUEL DE ALMEIDA

Défice de 2020 vai ser revisto para 7%. Agrava previsão em 0,7 pontos

Comissário Europeu Valdis Dombrovskis. Foto: STEPHANIE LECOCQ / POOL / AFP)

Bruxelas acredita que apoio a empresas saudáveis estará disponível já este ano

Centros comerciais e Lojas do Cidadão em Lisboa encerrados até 04 de junho