FMI

Christine Lagarde demite-se da liderança do FMI

Christine Lagarde, diretora-geral demissionária do FMI. Fotografia: EPA/FACUNDO ARRIZABALAGA
Christine Lagarde, diretora-geral demissionária do FMI. Fotografia: EPA/FACUNDO ARRIZABALAGA

A mais que provável futura presidente do Banco Central Europeu vai sair do FMI dia 12 de setembro.

Christine Lagarde demitiu-se da liderança do FMI – Fundo Monetário Internacional. A responsável francesa prepara-se para assumir a presidência do Banco Central Europeu, caso a nomeação seja validada na tarde desta terça-feira no Parlamento Europeu. A antiga ministra francesa deverá ser a primeira mulher a liderar o BCE, a partir de 1 de novembro, para um cargo de oito anos.

“Agora, com a grande clareza do tempo que vai demorar o meu processo de nomeação como presidente do BCE, tomei esta decisão no melhor interesse do fundo”, justificou Lagarde numa nota de imprensa citada pela BBC.

Lagarde acrescenta: “A comissão executiva vai, agora, tomar os passos necessários para avançar com o processo de seleção de um novo diretor-geral para o fundo.”

A saída de Lagarde irá ocorrer no dia 12 de setembro, depois de oito anos como responsável máxima pelo Fundo Monetário Internacional. A advogada francesa foi nomeada no dia 2 de julho pelo Conselho Europeu, o órgão que reúne os chefes de Governo da União Europeia. Nesse dia, Lagarde tinha pedido a suspensão do cargo.

Leia mais: Christine Lagarde volta a ser credora de Portugal, agora no BCE

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

Pardal Henriques, do SNMMP. 
(MANUEL DE ALMEIDA/LUSA)

Sem acordo “por 50 euros”, diz sindicato. “Querem impor aumento”, acusam patrões

O advogado e porta-voz do sindicato nacional dos motoristas, Pardal Henriques. ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Pardal Henriques foi a personalidade mais mediática da greve

Outros conteúdos GMG
Christine Lagarde demite-se da liderança do FMI