INE

Clima económico volta a subir em fevereiro

O indicador de atividade económica do Instituto Nacional de Estatística também voltou a aumentar em janeiro,

O indicador de clima económico aumentou em fevereiro e o indicador de atividade económica subiu em janeiro, mantendo em ambos os casos a tendência do mês anterior.

De acordo com o Instituto Nacional de Estatística (INE), o indicador de atividade económica aumentou em janeiro para os 1,3 pontos, depois da subida de dezembro para os 1,2 pontos (1,0 em novembro).

O indicador de clima económico (calculado através de inquéritos a empresas de vários setores de atividade) também aumentou em fevereiro para os 1,3 pontos, depois de uma subida no mês anterior (de 1,1 pontos para 1,2 pontos).

O indicador quantitativo do consumo privado estabilizou em janeiro, refletindo um contributo positivo “menos expressivo da componente de consumo corrente e um contributo mais intenso da componente de consumo duradouro”, destaca também o INE.

No mesmo mês, o indicador de Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF) aumentou “devido ao comportamento de todas as componentes, destacando-se a de construção”, acrescenta o gabinete nacional de estatísticas.

Os indicadores de confiança do INE são calculados através de médias móveis de três meses dos saldos de respostas externas a inquéritos.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
boris johnson brexit

Brexit: Um acordo que responde “às circunstâncias únicas da Irlanda”

Álvaro Santos Pereira, ex-ministro da Economia, na comissão de inquérito do Parlamento sobre as rendas excessivas da eletricidade, Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Álvaro Santos Pereira ataca “corporativismo” de notários, advogados e arquitetos

Álvaro Santos Pereira, ex-ministro da Economia, na comissão de inquérito do Parlamento sobre as rendas excessivas da eletricidade, Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Álvaro Santos Pereira ataca “corporativismo” de notários, advogados e arquitetos

Outros conteúdos GMG
Clima económico volta a subir em fevereiro