Tecnologia

Colaboração entre pessoas e robôs vai impulsionar a produtividade em 15% em 2021

robos
DR

A IDC prevê que em 2020 uma em cada cinco empresas irá utilizar 'software' assente em 'machine learning'.

A colaboração entre pessoas e robôs irá impulsionar 15% a produtividade laboral em 2021, num contexto em que as máquinas ganham terreno no trabalho, tendência que irá acelerar com o 5G, considerou hoje a consultora tecnológica IDC.

A consultora aponta que o setor industrial é aquele onde as máquinas já começaram a proporcionar um valor agregado, um modelo que irá transferir-se progressivamente para outras áreas devido a tecnologias como a quinta geração móvel (5G), a aprendizagem das máquinas (‘machine learning’), a realidade aumentada e Internet das Coisas (IoT) ou a robótica.

A tecnologia 5G irá permitir uma maior velocidade de transmissão de dados e uma maior conexão entre vários dispositivos, impulsionando a Internet das Coisas.

A IDC prevê que em 2020 uma em cada cinco empresas irá utilizar ‘software’ assente em ‘machine learning’.

Em 2021, num universo mais reduzido, cerca de metade dos negócios retalhistas irão disponibilizar assistentes virtuais no atendimento ao cliente.

Só a nível europeu, a consultora prevê que os investimentos das empresas em automatização de processos representem 34,5% do total, para alcançar 1.229 milhões de euros em 2022.

A implementação de tecnologias orientadas para a colaboração entre pessoas e máquinas passou a ser “imprescindível” no mundo empresarial e constitui uma “oportunidade” distintiva para as empresas, acrescenta a IDC.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
trabalho emprego comissão europeia

Bruxelas quer criar 5 novos impostos e dar 15 mil milhões de euros a Portugal

Vieira da Silva, ex-ministro do Trabalho e Segurança Social. 
Fotografia: Natacha Cardoso / Global Imagens

Governo deve reforçar apoios sociais e aos jovens e rever o lay-off

covid 19 portugal casos coronavirus DGS

1356 mortos e 31292 casos confirmados de covid-19 em Portugal

Colaboração entre pessoas e robôs vai impulsionar a produtividade em 15% em 2021