mobilidade

Comissão Europeia confiante na mobilidade elétrica portuguesa

Fotografia:  EPA/Filip Singer
Fotografia: EPA/Filip Singer

O vice-presidente da Comissão Europeia e comissário da UE afirmou hoje na Maia que o futuro da indústria automóvel será "limpo"

O vice-presidente da Comissão Europeia (CE) e comissário da União da Energia afirmou hoje na Maia, distrito do Porto, que o futuro da indústria automóvel será “limpo”, destacando o papel da tecnologia portuguesa no desenvolvimento da mobilidade elétrica.

“Na Europa precisamos de acelerar a conclusão das infraestruturas para carregar os carros elétricos e acredito que, com esta excelente tecnologia portuguesa, podemos fazê-lo rapidamente e de forma eficiente”, afirmou Maros Sefcovic, depois de uma visita à Efacec Electric Mobility.

O vice-presidente da CE mostrou-se “impressionado com o rápido progresso no desenvolvimento de novos modelos e sistemas” da área da mobilidade elétrica, nomeadamente no que diz respeito aos carregadores ultrarrápidos.

“No futuro, a indústria automóvel será limpa, porque poderemos carregar os carros elétricos quase tão rapidamente como se abastece tradicionalmente nos postos de combustível”, destacou Maros Sefcovic.

De acordo com o vice-presidente da CE, a visita de hoje à Efacec Electric Mobility serviu para “mostrar o que existe na Europa” em termos de mobilidade elétrica, não só a outros países europeus mas também a “outros concorrentes mundiais”.

O responsável vincou que pretende mostrar que a União Europeia é “muito forte na nova área da mobilidade elétrica” e que, graças a esta tecnologia, vai “reduzir dramaticamente as emissões de gás e a poluição do ar”.

Durante a visita, Maros Sefcovic ficou a conhecer a área de Mobilidade Elétrica da Efacec, bem como os planos de expansão da empresa, que em setembro espera ter concluído um plano de renovação que vai permitir “multiplicar por seis a capacidade de produção”, segundo explicou Ângelo Ramalho, CEO da Efacec.

O referido plano de renovação permitirá “o aumento da capacidade de produção, com um turno, dos atuais 900 carregadores rápidos anuais para os 1.800” e de “600 para cerca de 2.000 equipamentos de carga normal”, descreveram os responsáveis da empresa.

“Com o aumento dos turnos de produção, a mesma pode multiplicar por seis face à atual”, acrescentaram.

A Efacec Electric Mobility (EEM) é uma empresa do grupo Efacec Power Solutions e tem como missão desenvolver soluções de energia seguras e limpas para o mercado da mobilidade elétrica.

A EEM produz carregadores para veículos elétricos “para os segmentos privado, público, rápido, ultrarrápido e sem fios”, sendo atualmente “um dos líderes mundiais em carregamentos rápidos com produtos em mais de 40 países”, acrescentaram os responsáveis da empresa.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Foto: Leonel de Castro/Global Imagens

Famílias com 12 meses para pagarem rendas do estado de emergência

Antonoaldo Neves, presidente executivo da TAP. Fotografia: Adelino Meireles/Global Imagens

TAP também vai avançar com pedido de layoff

EPA/MIGUEL FIGUEIREDO LOPES

Mais de 90% querem ver estado de emergência prolongado

Comissão Europeia confiante na mobilidade elétrica portuguesa