Deco Proteste

Como poupar mais de 500 euros por ano em compras

Fotografia:  Rodrigo Cabrita / Global Imagens
Fotografia: Rodrigo Cabrita / Global Imagens

O Continente destrona todos os outros hipermercados e volta a ser o mais barato do país, mas o Jumbo online tem os preços mais baixos

O Continente regressa ao primeiro lugar, após anos de ausência, destronando a concorrência, e passa a ser campeão dos preços mais baixos em 16 dos 18 distritos do território continental. A exceção é nos distritos do Porto e de Setúbal, onde o Jumbo continua a liderar.

Este é o principal resultado da edição de 2016 do estudo da Deco sobre os preços dos supermercados. Foram analisados mais de 46 mil preços, quase cinco centenas de lojas, incluindo cinco supermercados online, em todos os distritos.

A Deco faz uma recomendação ao consumidor: “comparar, comparar e comparar”. Desse modo, consegue-se poupar mais de 500 euros num só ano. “Basta que os consumidores se desloquem algumas centenas de metros, por vezes na mesma rua, para conseguir poupanças”.

Leia mais: As 13 cidades mais baratas da Europa para um fim de semana

A pesquisa da Deco foi dividida em dois cabazes, “Marcas” e “MIX”. Ambos têm 92 produtos, sendo o primeiro composto pelas marcas mais vendidas em Portugal. O “MIX” tem a mesma base de marcas, mas alguns produtos são substituídos por alternativas mais baratas, quer sejam de marca branca quer de marca do fabricante. E analisados por distrito

Resultado, nos dois cabazes, o Continente lidera, logo seguido pelo Continente Modelo e pelo Jumbo. São ocupados os mesmos lugares no pódio quando se trata de comprar frescos. O ranking altera-se no que diz respeito a mercearia e drogaria, onde o segundo lugar é do Jumbo.

Fazendo as contas para quem gasta, em média, 150 euros por mês, ao trocar a loja mais cara pela mais barata no Porto, consegue-se poupar anualmente 412 euros. Em Lisboa, a poupança pode chegar a 501 euros.

A pesquisa da Deco foi dividida em dois cabazes, “Marcas” e “MIX”. Ambos têm 92 produtos, sendo o primeiro composto pelas marcas mais vendidas em Portugal.

“E há casos em que a poupança está quase ao virar da esquina. Ou dois quarteirões mais à frente. Em Peniche, por exemplo, trocar o Pingo Doce pelo Minipreço traduz-se numa poupança anual de 62 euros”, frisa o estudo.

Leia mais: Como poupar dinheiro em tempos difíceis

A Deco fez ainda contas para se perceber o quanto se pode poupar no dia a dia. Para isso definiu um cabaz com 14 produtos básicos, leite Mimosa (6 litros), arroz Cigala agulha extra longo (1 kg), esparguete Nacional (500 g), azeite Oliveira da Serra (0,75 l), batata (1 kg), cenoura (1 kg), tomate (1 kg), maçã golden (1 kg), bacalhau crescido inteiro da Noruega (2 kg), frango inteiro (1 kg), champô Pantene (250ml), papel higiénico Renova (24 rolos), detergente manual para loiça Super Pop (750 ml) e detergente para máquina de roupa Skip (48 doses).

No Porto, a diferença entre comprar este cesto no sítio mais caro (Supercor, na Rua Aleixo da Mota) ou no mais barato (Continente do Dolce Vita) significa uma poupança de 18 euros.

Em Lisboa, fazer a troca do Supercor na Avenida da ilha da Madeira pelo Continente do Vasco da Gama, para comprar este cesto, significa ficar com mais 20 euros na carteira. Em Braga, a poupança pode ser de 19 euros, trocando o Supercor de Lamaçães pelo Continente de Fraião.

Depois há as promoções que chegam agora por SMS ou por email. “Já não são só as campanhas sazonais, ligadas às épocas festivas. Há mil e um pretextos para anunciar preços baixos”, diz a Deco, “basta que o consumidor possa deambular para as aproveitar”.

Na análise dos supermercados online, o Jumbo lidera o ranking dos mais baratos para os cabazes em estudo. “Contrariando os resultados das lojas físicas, o Continente surge como a loja online mais cara”. Num ano de compras no Jumbo Online, é possível poupar 162 euros.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Combustíveis

Encher o depósito para ir de férias fica mais barato: combustíveis descem preços

Combustíveis

Encher o depósito para ir de férias fica mais barato: combustíveis descem preços

Foto: Paulo Spranger

Contadores inteligentes acabam com estimativas na conta da luz

Outros conteúdos GMG
Como poupar mais de 500 euros por ano em compras