imobiliária

Confidencial Imobiliário: Mais 18 mil casas entraram em licenciamento até junho

Fisco perde mais uma batalha no Selo

No primeiro semestre, entraram em licenciamento 18.806 fogos integrados em 7.626 projetos residenciais de construção nova em Portugal.

De janeiro a junho entraram em licenciamento 18.806 fogos, integrados em 7.626 projetos residenciais de construção nova em Portugal, de acordo com os dados da Confidencial Imobiliário, enviados às redações. Este volume representa 82% do total de casas contabilizadas em pipeline nesse período. Relativamente ao número de projetos, a maioria deles trata-se de construção nova – 81%. Já os projetos reabilitação atingiram um total de 1.743 e geraram 4.195 casas.

“No segmento de construção nova contabilizam-se no 1º semestre de 2019 apenas oito edifícios de apartamentos com mais de 100 fogos, que em conjunto, disponibilizam 1.135 unidades. Tais projetos situam-se em Lisboa (dois projetos: um com 195 fogos em Campolide e outro com 115 no Parque das Nações); no Porto ( três projetos: dois em Paranhos, com 133 e 100 fogos; e um outro em Campanhã com 112 unidades); Silves (situado em Armação de Pêra é o maior projeto em carteira, com 256 apartamentos); Oeiras (113 fogos) e Matosinhos (111 fogos). Considerando apenas os edifícios de apartamentos (responsáveis por 10% dos projetos e 59% dos fogos no segmento da construção nova), continuam a dominar os edifícios com 20 ou menos fogos, que representam 80% destes projetos de construção nova em altura”, pode ler-se no comunicado.

Entre janeiro de 2017 e junho de 2019, a construção nova, para fins residenciais, soma 74.409 fogos resultantes de 32.707 projetos para habitação, “o equivalente a 80% do número de fogos em licenciamento no país nesse período”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
President of the European Commission Ursula von der Leyen (L) and President of the European Council Charles Michel give a press conference during the second day of a special European Council summit in Brussels on February 21, 2020, held to discuss the next long-term budget of the European Union (EU). (Photo by kenzo tribouillard / AFP)

Conselho Europeu termina em Bruxelas sem acordo

Diretor-geral da fábrica da PSA Mangualde, José Maria Castro, fotografado na linha de montagem. (Fernando Fontes / Global Imagens )

Futuro da PSA Mangualde depende de apoio do Governo a projeto de 18 milhões

O ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, discursa durante o almoço-debate "Os Desafios da Ferrovia: Infraestrutura, Serviços e Indústria", organizado pelo International Club of Portugal num hotel de Lisboa, 21 de fevereiro de 2020. TIAGO PETINGA/LUSA

Prejuízo da TAP “não foi um desvio qualquer” e já devia ter tido lucro

Confidencial Imobiliário: Mais 18 mil casas entraram em licenciamento até junho