Jogos

Conheça a surpreendente origem do Monopólio

monopoly-1973471_960_720

Inicialmente chamado "Landlords Game", o objetivo da sua criadora era alertar para os perigos da concentração de riqueza.

Deve ser rara a pessoa que nunca jogou Monopólio. Se não o fez, muito provavelmente já ouviu falar deste jogo. Talvez o que não saiba é que o jogo de tabuleiro de compra e venda de imóveis e avenidas tem mais de 100 anos.

Hoje conhecido como Monopólio, foi criado em 1903 por Elizabeth Magie e patenteado em 1904 nos Estados Unidos (EUA), na altura com o nome “Landlords Game”, escreve o El Confidencial.

Em Cuba, por exemplo, o Monópolio chama-se “Dívida eterna”. Com a revolução e a nacionalização de propriedades privadas, o jogo mudou de acordo com as novas ideologias políticas. Sem negociantes, agora os países do Terceiro Mundo têm de se unir para derrotar o Fundo Monetário Internacional, revelando que até os jogos de tabuleiro podem variar de acordo com a ideologia política de cada nação.

Leia também: Cinco jogos que ensinam os mais novos a gerir o dinheiro

O Monopólio pode ser interpretado como um jogo profundamente capitalista, mas essa não era a intenção de Elizabeth Magie. O objetivo do jogo era ensinar sobre os perigos da concentração da riqueza. A criadora seguia os ensinamentos do teórico economista Henry George, cujo livro “Progresso e miséria” publicado em 1879, falava sobre como a pobreza acompanha o progresso económico e tecnológico e a razão pela qual as economias mostram uma tendência para ciclos de expansão e de colapso. Da mesma forma, o teórico argumentava que os governos não tinham o direito de impor impostos sobre o trabalho. O livro foi um sucesso e em 1936 já estava traduzido em 13 idiomas e vendido seis milhões de cópias.

Quanto ao Monopólio, este não se converteu num êxito até à década de 1930, altura em que foi batizado com o nome que hoje conhecemos. Esta nova versão foi patenteada por Charles Darrow, um vendedor de aquecedores, e fabricada à mão com a ajuda do seu filho. O debate sobre a autoria do Monopólio tem sido longo e complicado. Por volta de 1973 foi até criado o Antimonopólio.

E ainda: Brinquedos da nossa infância (que ficaram na memória) e podem valer uma fortuna

Muitos dos jogos de tabuleiro eram vistos como uma forma de os pais e professores preparem os mais novos para a vida adulta. As bonecas ajudavam as meninas a aprender a coser e a gerir a casa. Os jogos mecânicos tinham como objetivo ensinar engenharia aos meninos. Durante a guerra entre as Filipinas e os EUA, foi até criado o “Merry War”, para instruir sobre a guerra. Nos anos 1960, os fabricantes começaram a dirigir os anúncios destes jogos diretamente às crianças e não aos seus pais, começando a a diversão a suplantar o ensino.

Atualmente, explicar o mundo tornou-se um pouco mais complicado, especialmente quando até os mais velhos não conseguem entendê-lo totalmente. Mas os jogos de tabuleiro continuam a ser utilizados e as mensagens continuam a passar, nem que de forma inconsciente.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Lisboa. MÁRIO CRUZ/LUSA

Défice externo até julho agrava-se para 1633 milhões de euros

Lisboa. MÁRIO CRUZ/LUSA

Défice externo até julho agrava-se para 1633 milhões de euros

EDP. (REUTERS/Eloy Alonso)

Concorrência condena EDP Produção a multa de 48 milhões

Outros conteúdos GMG
Conheça a surpreendente origem do Monopólio