Coronavírus

Governo vai pôr todo o país em contingência a partir de 15 de setembro

A ministra da Presidência do Conselho de Ministros, Mariana Vieira da Silva, fala aos jornalistas durante a conferência de imprensa no final da reunião do Conselho de Ministros no Paláco de Ajuda, em Lisboa, 13 de agosto de 2020. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/POOL/LUSA
A ministra da Presidência do Conselho de Ministros, Mariana Vieira da Silva, fala aos jornalistas durante a conferência de imprensa no final da reunião do Conselho de Ministros no Paláco de Ajuda, em Lisboa, 13 de agosto de 2020. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/POOL/LUSA

Conselho de Ministros vai manter a região de Lisboa e Vale do Tejo em contingência durante mais 15 dias. Reuniões no Infarmed retomadas em setembro.

O país, na sua totalidade, vai ficar em situação de contingência a partir do dia 15 de setembro e, para já, na região de Lisboa vai manter-se esta situação.

“A partir de 15 de setembro se verificar-se-á um conjunto de alterações muito significativas relativamente aos meses que temos vivido e importa desde já antecipar e preparar e o Governo considera que esta mudança nas rotinas, na utilização dos transportes, o regresso às aulas e um regresso mais significativo aos locais de trabalho pode necessitar de medidas adicionais”, justificou a ministra de Estado e da Presidência, acrescentando que “o que temos em mente são novas regras a partir do dia 15 de setembro“, afirmou sem detalhar o âmbito ou as atividades afetadas.

“O Ministério da Saúde já tinha confirmado que está a trabalhar num plano para enfrentar o outono e inverno de 2020 e 2021 e aquilo que aqui fazemos é poder anunciar que teremos medidas no dia 15 de setembro e trabalhar essas medidas ao longo dos próximos dias”, anunciou Mariana Vieira da Silva.

Ainda antes, o governo vai reunir-se no dia 07 de setembro para avaliar a situação e as medidas “adicionais” a tomar tendo em conta a situação epidemiológica na altura e a chegada do tempo mais frio no outono. Serão assim retomadas as reuniões com os técnicos e os representantes dos partidos com assento parlamentar, ainda que num formato diferente: uma parte será pública.

“O que temos visto um pouco por toda a Europa é um aumento dos números nos últimos dias e o Governo não pode ficar indiferente a esse aumento e, portanto, nesta quinzena funcionam as regras da quinzena anterior e anunciamos desde já que a partir de 15 de setembro todo o país voltará à situação de contingência”, acrescentou Mariana Vieira da Silva.

A região de Lisboa mantém-se em situação de contingência. “O Conselho de Ministros aprovou a resolução que prorroga a declaração da situação de contingência na Área Metropolitana de Lisboa e de alerta no restante território, no âmbito da pandemia da doença covid-19, até às 23h59 do dia 14 de setembro de 2020”, lê-se no comunicado divulgado depois da reunião do Governo.

Notícia atualizada às 15h15 com mais informação

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: Arquivo/ Global Imagens

Transações de casas caíram 35,25% em abril. Preços começam a abrandar

(João Silva/ Global Imagens)

Estrangeiros compraram menos casas em Portugal em 2019. Preço por imóvel subiu

dgs covid portugal coronavirus

Mais cinco mortos e 463 infetados por covid-19 em Portugal

Governo vai pôr todo o país em contingência a partir de 15 de setembro