Função Pública

Conselho Geral da ADSE quer fim de isenções para novos beneficiários

(Gonçalo Villaverde / Global Imagens)
(Gonçalo Villaverde / Global Imagens)

Os beneficiários da ADSE que não pagam contribuição por terem pensões menores do que o salário mínimo devem continuar isento.

Os beneficiários da ADSE que não pagam contribuição por terem pensões menores do que o salário mínimo devem continuar isentos, segundo o Conselho Geral e de Supervisão, que quer, no entanto, travar novas isenções.

Num parecer emitido na quinta-feira, o Conselho Geral e de Supervisão da ADSE defende que o custo com os beneficiários isentos deve ser suportado pelo Orçamento do Estado e considera que “não é aceitável a recusa do Estado em subsidiar as contribuições dos atuais isentos”.

A isenção dos detentores de pensões inferiores ao salário mínimo nacional foi proposta em 2006 pelo Governo, quando financiava maioritariamente a ADSE. Atualmente, a ADSE é totalmente financiada pelos beneficiários.

A isenção abrange atualmente mais de 17 mil beneficiários titulares, a que acrescem quase 3.500 beneficiários familiares, com uma despesa total anual de mais de 30 milhões de euros, segundo as contas do Conselho Geral e de Supervisão.

Este órgão da ADSE não entende a recusa do Estadio em subsidiar as contribuições dos beneficiários isentos, alegando que a proposta apresentada apontava para um valor de cerca de 40% do total das despesas dos beneficiários (13 milhões de euros a pagar pelo Estado e mais de 17 milhões a pagar pelos restantes beneficiários da ADSE).

Como não há decisão do Estado em subsidiar os beneficiários isentos na sua contribuição para a ADSE, o Conselho Geral diz que deve ser definido em diploma legal que “nenhum beneficiário titular pode pagar menos que 3,5% da pensão”, terminando a isenção para novos beneficiários.

Mantém-se, contudo, a isenção para os beneficiários que já se encontram isentos, mas “sem prejuízo de exigir ao Estado um pagamento equivalente à ADSE desde 2015”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

Pedro Queiroz Pereira

Pedro Queiroz Pereira deixa império de mil milhões

Pedro Queiroz Pereira, presidente do conselho de administração da Semapa

Semapa: “Mais do que um património, PQP deixa força e deixa valores”

Outros conteúdos GMG
Conselho Geral da ADSE quer fim de isenções para novos beneficiários