Construção. Trabalhadores da Iberdrola pedem suspensão de obra do Alto Tâmega

O Sindicato da Construção reclama a paragem do setor no atual Estado de Emergência que vive o país, como sucedeu noutros países.

Os trabalhadores envolvidos na obra do Plano Hidroelétrico do Alto Tâmega, projeto da espanhola Iberdrola, querem que a obra seja suspensa de imediato. O presidente do Sindicato da Construção de Portugal, Albano Martins, deslocou-se à obra e encontrou um cenário de medo. O dirigente reclama a paragem do setor no atual Estado de Emergência em que vive Portugal, como sucedeu noutros países.

Segundo avança em comunicado, as pessoas "estão com muito medo e para dar um exemplo concreto uma frente de trabalho que tinha mais de 300 trabalhadores agora tem apenas 110, porque os ouros não aguentaram variadíssimas situações que aí se passam". Albano Martins adianta que há trabalhadores de diversas nacionalidades na obra, sendo a espanhola a que tem mais expressão.

O dirigente diz ainda que os trabalhadores não têm máscaras nem luvas e que a Iberdrola foi contactada pelo sindicato há mais de uma semana (dia 17) e até agora não respondeu às questões colocadas.

Para o sindicato, "o Governo deve de imediato decretar a suspensão do setor da construção, alias como aconteceu noutros países nomeadamente no Luxemburgo".

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de