Indústria 4.0

Costa dá a razão a Draghi e sublinha aposta na capitalização das empresas

Fotografia: Paulo Novais / Lusa
Fotografia: Paulo Novais / Lusa

"É preciso fazer mais para que para aquilo que o BCE já fez tenha impacto na vida das empresas", defende o primeiro-ministro

O primeiro-ministro, António Costa, disse esta quinta-feira o presidente do Banco Central Europeu “tem razão” ao dizer que é preciso que os governos e outras instâncias europeias façam mais pelo crescimento.

“O presidente Draghi tem razão: hoje o Banco Central Europeu criou condições para que não haja problemas de financiamento à economia, mas essas condições estão a ter dificuldades de chegar às empresas, seja pelas dificuldades do sistema financeiro, seja pelo nível elevado de endividamento”, disse.

No que toca a Portugal, António Costa aproveitou para sublinhar “a necessidade de olhar para o sistema financeiro e assegurar a sua estabilidade, criando condições para que possa participar mais ativamente no financiamento da economia”.

O primeiro-ministro reconheceu que “é preciso fazer mais para aquilo que o BCE já fez tenha impacto na vida das empresas” e justificou que foi por isso que “logo nas primeiras semanas do governo” foi criada a unidade de missão de capitalização das empresas, sendo esse “um dos pilares fundamentais do Programa Nacional de Reformas”.

“Em junho, a unidade de missão apresentará um conjunto de propostas que visam responder a essa necessidade”, adiantou.

António Costa, que falava na Vista Alegre num encontro com empresários para debater a digitalização da indústria, considerou mesmo a capitalização das empresas “essencial para suportar a revolução tecnológica, num momento que é uma oportunidade histórica, com elevado volume de dinheiro disponível e baixas taxas de juro”.

“Pela primeira vez Portugal pode estar na primeira linha de uma nova revolução industrial porque temos condições para ter a nossa conectividade às redes globais e esta nova geração de empreendedores, quadros qualificados que estão a sair das universidades e que tem o que é essencial a esta nova revolução tecnológica: a massa cinzenta”, completou.

O presidente do BCE, Mário Draghi, disse hoje em Frankfurt ser necessário “fazer muito mais” para apoiar a economia e secundar os esforços do Banco Central Europeu (BCE) para impulsionar o crescimento e os preços na zona euro.

“Para colher os benefícios das nossas medidas de política monetária, outras esferas devem contribuir de forma muito mais decisiva a nível nacional e a nível europeu”, declarou Draghi, que tem feito sucessivos apelos aos governos para fazerem reformas estruturais.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
António Costa Silva partex

Costa Silva. Um astronauta ao contrário para remexer a fundo no país?

TIAGO PETINGA/LUSA

António Mexia recusou responder ao juiz Carlos Alexandre no caso EDP

Pedro Siza Vieira, ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital,. Foografia: Manuel de Almeida / LUSA

Siza Vieira. Há 46 mil empresas com pedidos de lay-off renovados

Costa dá a razão a Draghi e sublinha aposta na capitalização das empresas