Economia

Costa estima aumento de 40% do investimento público em 2018

O primeiro-ministro, António Costa, durante um encontro com a comunidade portuguesa no Centro Cultural Português em Luanda, Angola, 17 de setembro de 2018. O primeiro-ministro encontra-se numa visita oficial a Angola até 18 de setembro. JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA
O primeiro-ministro, António Costa, durante um encontro com a comunidade portuguesa no Centro Cultural Português em Luanda, Angola, 17 de setembro de 2018. O primeiro-ministro encontra-se numa visita oficial a Angola até 18 de setembro. JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

O primeiro-ministro considera que esta estimativa resulta de uma política de consolidação orçamental "saudável" iniciada em 2016.

O primeiro-ministro afirmou esta quarta-feira que Portugal caminha para registar um aumento do investimento público na ordem dos 40% em 2018, indicador que considerou ser resultado de uma política de consolidação orçamental “saudável” iniciada em 2016.

António Costa avançou com este indicador sobre o investimento público na cerimónia de lançamento do concurso aberto pelo Metropolitano de Lisboa para a renovação do sistema de sinalização e para a aquisição de 14 novas unidades triplas de material circulante – investimento avaliado em 127 milhões de euros.

Depois de defender a tese de que o metro de Lisboa e a Carris “estão agora melhor”, o primeiro-ministro atribuiu essa mudança a uma inversão da política macroeconómica seguida pelo seu executivo.

António Costa sustentou que foi seguida uma consolidação orçamental “saudável e sustentada”, tendo por base fatores como a confiança, o crescimento económico e o aumento da criação de emprego, o que permitiu a Portugal “poupar 1400 milhões de euros no serviço da dívida que tinha para pagar”.

“A saída do Procedimento por Défice Excessivo [na União Europeia], a reclassificação da dívida portuguesa pelas agências de notação e a redução dos juros pagos pela dívida pública criaram uma margem que permite a Portugal aumentar o investimento público. No ano passado, o investimento público aumentou 25% e este ano caminhamos para que possa aumentar 40%”, referiu o líder do executivo, num discurso que se seguiu aos do ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, do presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, e do presidente do Conselho de Administração do Metropolitano de Lisboa, Vítor Domingos dos Santos.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Lisboa, 16/07/2019 - Decorreu hoje parte de uma reportagem sobre, empregos criados pelas empresas de partilha de veículos em Portugal..
Acompanhamos a recolha, carregamento e reparação das trotinetes partilhadas da Circ.

(Orlando Almeida / Global Imagens)

Partilha de veículos dá emprego a mais de 500 pessoas

Lisboa, 16/07/2019 - Decorreu hoje parte de uma reportagem sobre, empregos criados pelas empresas de partilha de veículos em Portugal..
Acompanhamos a recolha, carregamento e reparação das trotinetes partilhadas da Circ.

(Orlando Almeida / Global Imagens)

Partilha de veículos dá emprego a mais de 500 pessoas

António Mexia, CEO da EDP. Fotografia: REUTERS/Pedro Nunes

Saída de clientes da EDP já supera as entradas

Outros conteúdos GMG
Costa estima aumento de 40% do investimento público em 2018