Política

Costa segura Centeno nas Finanças

Mário Centeno, Ministro das Finanças.
Fotografia: Francois Lenoir/Reuters
Mário Centeno, Ministro das Finanças. Fotografia: Francois Lenoir/Reuters

As eleições legislativas em Portugal estão agendadas para o dia 6 de outubro deste ano.

O ministro das Finanças, Mário Centeno, não queria ficar no próximo governo mas o primeiro-ministro, António Costa, conseguiu segurá-lo, garante o Expresso este sábado.

Segundo o jornal, a prioridade é a presidência do Eurogrupo – grupo que reúne os ministros das Finanças dos países da zona euro. E Centeno também é visto como um trunfo eleitoral.

As eleições legislativas em Portugal estão agendadas para o dia 6 de outubro deste ano.

Na próxima semana, o ministro das Finanças entrega em Bruxelas o Programa de Estabilidade (PE) que antecipa a próxima legislatura, com um crescimento menor da economia e a mesma tendência do défice das contas públicas, diz o jornal.

A entrega do PE é uma das obrigações de Portugal como membro da União Europeia e dá início ao processo orçamental, em linha com os restantes Estados-membros.

O atual executivo socialista tem governado com o apoio dos partidos de esquerda – o que tem sido designado de ‘geringonça’. Mas, segundo o Expresso, Costa já desistiu de ter o apoio da esquerda no Parlamento para as leis laborais e vai procurar aliar-se neste tema ao Partido Social Democrata, liderado por Rui Rio.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: Sarah Costa/Global Imagens

Tomás Correia, Montepio e BNI Europa. O que está por detrás das buscas

A ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão (E), fala durante a sua audição perante a Comissão de Orçamento e Finanças, conjunta com a Comissão de Administração Pública, Modernização Administrativa, Descentralização e Poder Local, na Assembleia da República, em Lisboa, 17 de janeiro de 2020. JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Governo volta a negociar aumentos de 2020 com funcionários públicos

Greve escola função pública

Último ano da geringonça foi o de maior contestação na função pública

Costa segura Centeno nas Finanças