Cotação do barril Brent ganha 2,16% para 73,79 dólares com receio de escassez

No passado domingo, os países que integram a OPEP+ acordaram a subida da produção conjunta, de forma escalonada, nos próximos cinco meses, até se atingirem dois milhões de barris adicionais em dezembro.

A cotação do barril de petróleo Brent fechou em alta de 2,16%, para 73,79 dólares, com os investidores a admitirem que a procura pode exceder a oferta neste segundo semestre.

O barril de petróleo do Mar do Norte, de referência na Europa, para entrega em setembro terminou a cotar 1,56 dólares acima dos 72,23 com que encerrou as transações na quarta-feira.

Apesar do aumento de produção anunciado pela OPEP+, grupo que junta os membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo com aliados como a Federação Russa, os investidores receiam que possa vir a haver tensão entre a oferta e a procura até ao final do ano.

No passado domingo, os países que integram a OPEP+ acordaram a subida da produção conjunta, de forma escalonada, nos próximos cinco meses, até se atingirem dois milhões de barris adicionais em dezembro.

Mesmo com este adicional de produção, as extrações continuam inferiores aos níveis anteriores à crise causada pela pandemia do novo coronavírus, concretamente menos 3,8 milhões de barris em relação aos cortes decididos em abril de 2020 como resposta à crise.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de