CP reduz comboios de longo-curso face a quebra na procura

A CP – Comboios de Portugal vai reduzir o número de comboios de longo curso a partir de quarta-feira, após ter registado quebras na procura de pelo menos 85% devido ao impacto da pandemia de Covid-19.

Segundo informou a empresa, passarão a ser realizadas 12 circulações de Alfa Pendular por dia (54% da oferta regular) e no serviço Intercidades 40 circulações por dia (69% da oferta regular).

A CP diz que em alguns comboios de longo-curso houve mesmo situações sem qualquer procura. A informação detalhada sobre os comboios suprimidos será divulgada no seu ‘site’. Já quanto aos comboios urbanos, a empresa indicou que a redução média da procura é de 70%.

A CP está ainda a dar cumprimento à exigência do Governo de limitar a lotação dos transportes públicos, pelo que a venda de lugares para os comboios Alfa Pendular e Intercidades, que têm reserva, está limitada a partir de hoje a um terço da sua capacidade.

Já nos comboios urbanos, sem reserva de lugar, a CP disse que está a fazer a “monitorização permanente das suas taxas de ocupação” para avaliar necessidades de “ajustamentos que se revelem necessários e possíveis, no contexto dos recursos humanos e materiais disponíveis”.

Na semana passada, em 17 de março, a CP tinha anunciado já a redução de 350 ligações diárias para 1.050, adequando assim a oferta de viagens à procura, que então tinha recuado 60%.

Dois dias depois, em 19 de março, indicou que reforçou a linha de Sintra face à procura elevada nos primeiros comboios da manhã, tendo em conta a monitorização feita nesses comboios.

Portugal encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de quinta-feira e até às 23:59 de 02 de abril.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia de covid-19, já infetou mais de 386 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram cerca de 17.000.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de