Crescimento da economia

Crescimento da economia da UE acelera. Portugal com menor subida mensal

Fotografia: direitos reservados
Fotografia: direitos reservados

O Produto Interno Bruto (PIB) da zona euro cresceu, no segundo trimestre, 2,3% e na UE aumentou 2,4%, face ao mesmo período de 2017.

O crescimento da economia acelerou quer na zona euro quer na União Europeia (UE) entre abril e junho, em termos homólogos e face ao primeiro trimestre, divulgou esta quinta-feira o Eurostat, com Portugal a registar a menor subida mensal (0,3%).

Segundo revelou esta quinta-feira o gabinete oficial de estatísticas da UE, o Produto Interno Bruto (PIB) da zona euro cresceu, no segundo trimestre, 2,3% e na UE aumentou 2,4%, face ao mesmo período de 2017.

Entre janeiro e março o crescimento homólogo da economia foi, respetivamente, de 2,0% e 2,1%.

Na variação em cadeia, o PIB da zona euro subiu 0,6% e o da UE 0,7%, depois de ter aumentado 0,5% em ambas nos primeiros três meses do ano.

A economia acelerou em todos os Estados-membros para os quais há dados disponíveis, tendo Portugal registado o menor crescimento trimestral do PIB (0,3%), a par do Reino Unido.

A República Checa (2,5%), a Suécia (1,7%), a Roménia (1,6%) e a Holanda (1,5%) registaram os maiores crescimentos face ao trimestre anterior.

Em termos homólogos, a Roménia (5,7%), a Estónia e a Eslovénia (5,2% cada), a Letónia (4,8%) e a República Checa (4,7%) registaram as maiores subidas no PIB.

A economia portuguesa cresceu, entre abril e junho, 2,9% em termos homólogos.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: direitos reservados

RGPD. Um ano depois, mercado português pede maturidade e legislação

Certificados

Famílias investiram uma média de 3,3 milhões por dia em certificados este ano

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (C), durante a cerimónia militar do Instituto Pupilos do Exército (IPE), inserido nas comemorações do 108.º aniversário da instituição, em Lisboa, 23 de maio de 2019.  ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Marcelo: “Quem não for votar, depois não venha dizer que se arrepende”

Outros conteúdos GMG
Crescimento da economia da UE acelera. Portugal com menor subida mensal