Crescimento económico permanece estável nos países desenvolvidos da OCDE

Este decréscimo do indicador para Portugal em março, que passou para 99,15 pontos, ocorreu pelo sétimo mês consecutivo, desde agosto de 2017.

A dinâmica de crescimento económico permaneceu estável nos países desenvolvidos, ainda que exista uma ligeira tendência para a baixa na Europa, segundo o índice composto avançado de março divulgado esta segunda-feira pela OCDE.

Segundo os dados da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico), no conjunto dos países que compõem a OCDE o indicador subiu oito décimas face ao registado no mesmo mês de 2017, mas desceu sete décimas face a fevereiro.

Esta "dinâmica de crescimento estável" também se deteta no conjunto dos países do G7 e nas duas principais economias asiáticas.

Em Portugal o indicador composto avançado de março da OCDE caiu 0,31 pontos face a fevereiro e 1,14 face ao mesmo mês de 2017, segundo dados da organização divulgados esta segunda-feira.

Este decréscimo do indicador para Portugal em março, que passou para 99,15 pontos, ocorreu pelo sétimo mês consecutivo, desde agosto de 2017. Em março o indicador foi inferior a 100 pontos pelo terceiro mês consecutivo.

O indicador composto avançado é calculado para antecipar pontos de viragem na atividade económica relativos à tendência dos próximos seis a nove meses.

Na zona euro detetam-se "sinais de enfraquecimento do crescimento", indica a organização num comunicado, referindo que em março o indicador desceu 15 décimas face a fevereiro, limitando o crescimento em termos homólogos para sete décimas, com descidas na Alemanha, França e Itália, também já registadas em fevereiro.

No caso do Reino Unido, em março, a descida foi mais significativa, de 23 décimas face a fevereiro, fazendo com que a descida homóloga fosse de 1,32 pontos.

Entre as outras economias da OCDE, os sinais de recuo do crescimento registam-se no Japão e no Canadá, enquanto a dinâmica se manteve estável nos Estados Unidos e na maior parte dos outros países do grupo.

Entre os países emergentes, o indicador marca uma estabilização do crescimento na Rússia e de consolidação do crescimento na Índia e no Brasil.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de