Estimativa

Crescimento estável nas economias da OCDE

Ángel Gurría lidera a OCDE. Fotografia: Direitos reservados
Ángel Gurría lidera a OCDE. Fotografia: Direitos reservados

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) estimou nesta quarta-feira um crescimento estável para o conjunto dos seus países membros, embora com uma ligeira variação em baixa na zona euro.

De acordo com os indicadores compósitos avançados – que medem antecipadamente alterações no ciclo económico – situaram-se em abril no conjunto da OCDE nos 99,9 pontos, uma décima a menos que o nível 100 da média de longo prazo, que foi a pontuação de março.

Na zona euro, de acordo com a organização, os indicadores fixaram-se nos 100,1 pontos, uma décima a menos do que em março.

Nas sete maiores economias (Alemanha, Canadá, EUA, França, Itália, Japão e Reino Unido), o crescimento fixou-se nos 100 pontos, uma décima menos do que em março.

Nas restantes economias, a OCDE conseguiu um crescimento estável nos EUA (100,2) e o Japão (99,9), com baixas no Canadá (99,9), Alemanha (100,3), França (99,8), Itália (100,2) e Reino Unido (99).

Observou-se ainda uma consolidação do crescimento na Índia (101,2), uma estabilidade na Rússia (101) e no Brasil (103,8) com sinais de variação positiva na China (99,1).

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa, e o ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: PATRICIA DE MELO MOREIRA/AFP

Exportações e turismo afundam 9,6% e geram recessão de 2,3% no 1º trimestre

Cartões de crédito e débito. Fotografia: Global Imagens

Malparado: 10% das famílias com crédito está em incumprimento

Fotografia: José Sena Goulão/Lusa

Um quarto das empresas de alojamento e restauração está em incumprimento

Crescimento estável nas economias da OCDE