Eurostat

Custo horário da mão de obra sobe 2,2% na zona euro no 2.º trimestre

Fotografia: Ivo Pereira/Global Imagens
Fotografia: Ivo Pereira/Global Imagens

Os custos horários da mão-de-obra aumentaram, no segundo trimestre, 2,2% na zona euro e 2,6% na União Europeia (UE), face ao período homólogo.

No primeiro trimestre do ano, o indicador tinha avançado, respetivamente, 2,1% e 2,8%, de acordo com o gabinete de estatísticas da UE.

Do total, na zona euro, a parte do custo referente a salários subiu 1,9%, enquanto os outros encargos aumentaram 2,9%.

Na UE, aumentaram ambos 2,6%.

Entre abril e junho, os aumentos mais significativos no custo da mão-de-obra por hora foram registados na Roménia (15,6%), na Letónia (11,7%) e na Hungria (10,2%), enquanto que o Luxemburgo (0,6%), a Espanha (0,7%) e a Holanda (0,9%() apresentaram os menores aumentos homólogos.

Em Portugal, o custo horário da mão de obra aumentou, no segundo trimestre, 1,4%, depois de ter recuado, entre janeiro e março, 1,3%.

A parte salarial subiu, no segundo trimestre, 1,2% e os outros encargos 2,1%.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa (C), acompanhado pelo presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina (D), pelo ministro do Ambiente e da Transição Energética, João Pedro Campos Fernandes (E), após o ato público de assinatura dos contratos para a redução tarifária nos transportes públicos na área metropolitana de Lisboa, na Gare do Oriente, em Lisboa, 18 de março de 2019. MÁRIO CRUZ/LUSA

Cinco regiões só terão passes mais baratos em maio

REUTERS/Rafael Marchante

CTT propõe aumentos até 0,4%. CEO recupera 25% do salário

fake-1909821_1920

Fake news. Portugal no top 10 da UE com mais contas bloqueadas pela Google

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Custo horário da mão de obra sobe 2,2% na zona euro no 2.º trimestre