Daniel Bessa: “Portugal tem que ser um dos países mais baratos”

Daniel Bessa
Daniel Bessa

Portugal deve procurar manter a sua mão-de-obra o mais barata possível, de forma a manter-se competitivo no seio da zona euro, defendeu hoje o economista Daniel Bessa.

“No sector dos serviços é importante que Portugal seja dos mais baratos da área euro”, afirmou durante a sua intervenção no Congresso anual da APED. “É importante que os recursos humanos mantenham alguma qualificação e que fiquemos entre os mais baratos.”

Em concreto, Daniel Bessa referiu que Portugal tinha boas condições para instalar serviços pós-venda. “Pode ser, por exemplo, nos call centers, que é a escala mais baixa desta área”, concretizou, acrescentando que as maiores oportunidades para o país deverão continuar a surgir na área dos serviços e não na indústria.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Robin Wright, fotografada por Peter Lindbergh. Fotografia: D.R.

Pirelli. O calendário volta a surpreender

Foto: Paulo Alexandrino / Global Imagens

Turismo: Governo cede Pavilhões do Parque nas Caldas da Rainha a privados

francesinha IKEA

IKEA. E os suecos renderam-se à francesinha

Fotografia: Tim Wimborne/Reuters

A partir de hoje há novas regras sobre neutralidade de rede

Os 22 melhores hotéis portugueses por menos de 120 euros

22 hotéis portugueses que tem mesmo de visitar

fotografia: REUTERS/Thomas Peter

Como aumentar qualidade e eficiência num só passo

Conteúdo Patrocinado
Daniel Bessa: “Portugal tem que ser um dos países mais baratos”