davos

Davos: Presidente chinês deixa recado a Trump

Foto: EPA/LAURENT GILLIERON
Foto: EPA/LAURENT GILLIERON

O líder da segunda maior economia do mundo garantiu que não planeia voltar a desvalorizar a moeda chinesa para impulsionar a competitividade

O presidente da China, Xi Jinping, deixou hoje no Fórum Económico Mundial um alerta contra as políticas protecionistas, numa alusão ao plano económico de Donald Trump e de outros líderes populistas ocidentais.

Na primeira presença de um presidente chinês em Davos, Xi Jinping apelou à discussão, por parte dos líderes mundiais e empresários, dos problemas da globalização. E acrescentou que a crise financeira global dos últimos anos foi resultado da procura “excessiva” de lucros.

“O protecionismo é como estar fechado num quarto escuro, que parece proteger do vento e da chuva, mas também bloqueia o sol. Ninguém ganha numa guerra comercial”, declarou o líder chinês esta terça-feira de manhã, no primeiro dia da cimeira que junta centenas de líderes mundiais e empresários em em Davos.

Para o presidente chinês, “não vale a pena culpar a globalização pelos problemas do mundo, porque isso não corresponde à realidade e não vai ajudar a resolver os problemas”.

O líder da segunda maior economia do mundo garantiu ainda que não planeia voltar a desvalorizar a moeda chinesa para impulsionar a competitividade.

Além de ser o primeiro presidente da China presente na cimeira de Davos, Xi Jinping faz-se acompanhar de uma delegação com mais de 80 empresários, incluindo o fundador da Ali Baba, Jack Ma, ou o presidente do Baidu, Zhang Yaqin.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
A Poveira, conserveira. Fotografia: Rui Oliveira / Global Imagens

Procura de bens essenciais dispara e fábricas reforçam produção ao limite

Fotografia: Regis Duvignau/Reuters

Quase 32 mil empresas recorrem ao lay-off. 552 mil trabalhadores em casa

coronavírus em Portugal (covid-19) corona vírus

266 mortos e 10 524 casos confirmados de covid-19 em Portugal

Davos: Presidente chinês deixa recado a Trump