IRS

Declaração automática do IRS passa a abranger quem tem PPR

Reformados

Esta medida, refere o comunicado do Conselho de Ministros, estava prevista no Programa Simplex+.

A declaração automática de IRS vai passar a abranger os contribuintes com Planos de Poupança-Reforma (PPR), segundo prevê um decreto regulamentar aprovado esta quinta-feira em Conselho de Ministros.

O diploma fixa o universo de contribuintes que em 2019 vão ser abrangidos pela declaração de IRS relativa aos rendimentos auferidos no ano passado, alargando este automatismo aos que “efetuem aplicações em Planos de Poupança-Reforma”. Esta medida, refere o comunicado do Conselho de Ministros, estava prevista no Programa Simplex+ e visa “fortalecer, simplificar e digitalizar a Administração, tornando-a mais eficiente e facilitadora da vida dos cidadãos e das empresas”.

O IRS automático fez a sua estreia em 2017 para os contribuintes sem dependentes a cargo que, em 2016, tiveram apenas rendimentos das categorias A (trabalho por conta de outrem) e H (pensões, com exceção de pensões de alimentos) obtidos em Portugal.

No ano passado, este automatismo foi alargado às famílias com filhos e com benefícios fiscais resultantes de donativos comunicados à Autoridade Tributária e Aduaneira através de uma declaração oficial, no caso a Modelo 25. Este ano, esta declaração automática dá mais um passo, passando a estar disponível para quem tem aplicações em PPR.

Em 2017, para os rendimentos relativos a 2016, e de acordo com a estatísticas oficiais disponíveis no POrtal das Finanças, houve 326.696 agregados que reportaram na sua declaração de IRS aplicações em PPR e em Regime Público de Capitalização – RPC (habitualmente chamados de PPR do Estado).

A Lusa questionou o Ministério das Finanças sobre se o alargamento do IRS automático vai abranger também as aplicações em RPC, mas ainda aguarda resposta.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Teste - Redação DV

Liberdade e sustentabilidade dos media, com ou sem apoio do governo?

Regime dos residentes não habituais garante isenção de IRS a quem recebe pensões do estrangeiro.
(Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

Primeiros 18 residentes não habituais prestes a perder benefício

Miguel Albuquerque, do PSD Madeira.

Projeção. PSD perde maioria absoluta na Madeira

Outros conteúdos GMG
Declaração automática do IRS passa a abranger quem tem PPR