Desemprego jovem volta a aumentar

A manutenção da taxa global de desemprego não afetou da mesma forma as diferentes faixas etárias. Entre os mais jovens, a taxa subiu de 29,8% para 30,8%.

O desemprego voltou a aumentar junto dos mais jovens. A más notícias chegaram entre o segundo e o terceiro trimestres deste ano, em que o número dos que têm entre 15 e

Esta evolução acontece em simultâneo com um aumento em cadeia da população ativa dos que têm entre 15 e 24 anos de idade e da população empregada, de acordo com o que indicam os dados do INE divulgados esta quarta-feira.

Em termos de taxa, o desemprego entre os mais jovens fechou o terceiro trimestre de 2014 nos 32,2%, tendo recuado para um valor inferior a 30% na entrada do verão deste ano. No terceiro trimestre, houve uma inversão na tendência de descida, com a taxa a fixar-se nos 30,8%.

Relativamente ao desemprego de longa duração, os dados do INE apontam para descidas homóloga e trimestral (de 15,2% e 1,6%, respetivamente) entre os que estão sem trabalho há pelo menos 12 meses.

O recuo é mais acentuado do que o da taxa de desemprego geral (que se manteve inalterada face ao segundo trimestre deste ano), o que sugere que muitas destas pessoas que estavam sem trabalho há mais de um ano e que por isso entram na classificação de desempregados de longa duração terão passado à inatividade, avançaram para a aposentação ou saíram do país.

 

 

 

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de