Impostos

Devolução das multas da ViaCTT chega hoje às contas

Fotografia: Sara Matos/ Global Imagens.
Fotografia: Sara Matos/ Global Imagens.

O Ministério das Finanças garante que todas as ordens de pagamento já foram processadas e chegam hoje às contas bancárias dos recibos verdes.

Mais de 8300 contribuintes que pagaram as multas por não terem aderido à caixa postal eletrónica (ViaCTT) a tempo, deverão receber hoje a restituição do valor.

A garantia foi dada pelo Ministério das Finanças que na passada terça-feira assegurou, em comunicado, que “a Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) processou esta semana, após a anulação dos processos, as ordens de pagamento a fim de proceder à restituição do valor das coimas”, contando que as transferências aconteceriam esta quinta-feira, dia 24 de janeiro.

No ano passado foram instaurados 48 285 processos de contraordenação por falta de comunicação da adesão a este serviço, sendo que, desse universo, 8354 registavam pagamento. Serão estes últimos a receberem os montantes pagos, na conta bancária.

Em julho do ano passado, milhares de recibos verdes foram notificados para pagamento de multas por não terem aderido à caixa postal eletrónica ou por terem feito fora do prazo legal.

Instalada a polémica, o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais mandou suspender os processos que ainda decorriam, alterando depois as regras com o Orçamento do Estado para 2019.

ViaCTT mantém-se, mas sem multas

Com a alteração ao Código do Procedimento e Processo Tributário e ao Regime Geral das Infrações Tributárias, o governo encontrou a solução para evitar o pagamento de multas que podiam chegar aos 250 euros.

As empresas e os trabalhadores independentes que faturem acima de 10 mil euros por ano continuam a ser obrigados a ter uma morada fiscal eletrónica, mas, se não cumprirem a obrigação, já não serão multados. Agora, o Fisco garante que a citações e as notificações lhes chegam através do Portal das Finanças.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Dos blueprints  dos primeiros automóveis, ao topo dos carros elétricos atuais, de elon Musk, em homenagem, a Nikolas Tesla.
Ilustração: VITOR HIGGS

Automóvel. Em 20 anos do euro mudou tudo, menos a carga fiscal e o líder

João Vieira Lopes, presidente da Confederação do Comércio e Serviços.
(Jorge Amaral/Global Imagens)

Vieira Lopes: “Metas do governo são realistas mas é preciso investimento”

A EDP, liderada por António Mexia, vai pagar o maior cheque de dividendos da bolsa nacional.

PSI20. Menos lucros mas o mesmo prémio aos acionistas

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Devolução das multas da ViaCTT chega hoje às contas