dívida pública

Dívida emitida por Portugal nunca custou tão pouco

Cristina Casalinho, presidente do IGCP.
(PAULO SPRANGER/Global Imagens)
Cristina Casalinho, presidente do IGCP. (PAULO SPRANGER/Global Imagens)

No final de dezembro do ano passado, a dívida direta do Estado ultrapassava os 251 mil milhões de euros, mais 2,2% do que no mesmo mês de 2018.

A nova dívida pública emitida por Portugal no ano passado teve um custo de 1,1%. É o valor mais baixo de sempre, de acordo com os dados divulgados esta sexta-feira, dia 24, pela Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP).

O boletim mensal da entidade liderada por Cristina Casalinho indica que em 2019, o custo médio foi de apenas 1,1%, menos 0,7 pontos percentuais do que um ano antes.

Fonte: IGCP

Fonte: IGCP

Para já ainda não é possível ter o valor do custo do stock da dívida pública, que inclui novas emissões e a dívida antiga.

Em dezembro de 2019, o valor da dívida direta do Estado totalizava 251.351 mil milhões de euros (119,9% do PIB, tendo como referência o produto interno bruto do terceiro trimestre), o que “representa uma variação de 1,7% face ao final do mês anterior e um aumento de 2,2% face ao período homólogo”, refere por seu lado o Gabinete de Estratégia e Estudos do Ministério da Economia.

Em termos de credores, no final do ano passado, a dívida pública no âmbito do Programa de Assistência Económica e Financeira, ascendia a 49,6 mil milhões de euros, dos quais 25,3 mil milhões dizem respeito ao Fundo Europeu de Estabilidade Financeira e 24,3 mil milhões de euros ao Mecanismo Europeu de Estabilização Financeira.

O Banco de Portugal é a entidade responsável pelo apuramento do valor nominal da dívida pública, estando prevista a sua divulgação para o dia 03 de fevereiro.

O ministro das Finanças, Mário Centeno, já antecipou uma redução inédita do valor nominal da dívida pública em 2019.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
apple one

Apple One junta vários serviços, chega a Portugal mas com limitações. O que tem

A  90ª edição da Micam, a feira de calçado de Milão, está agendada para os dias 20 a 23 de setembro, com medidas de segurança reforçadas. Fotografia DR

Calçado. Micam arranca este domingo e até há uma nova marca presente

Os ministros da Presidência do Conselho de Ministros, Mariana Vieira da Silva (C), Economia, Pedro Sia Vieira (E) e do Trabalho Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho (D). MANUEL DE ALMEIDA/POOL/LUSA

Portugal é o quarto país da UE onde é mais difícil descolar do mínimo

Dívida emitida por Portugal nunca custou tão pouco