dívida pública

Dívida pública atinge em maio novo máximo histórico

O ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: MIGUEL A. LOPES/LUSA
O ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: MIGUEL A. LOPES/LUSA

A dívida pública na ótica de Maastricht, calculada de acordo com a definição utilizada no Procedimento dos Défices Excessivos, atingiu em maio um novo máximo em termos brutos, de 250,3 mil milhões de euros, revelou hoje o Banco de Portugal.

Face aos empréstimos de abril, a dívida reflete um aumento de 0,3 mil milhões, incluindo os passivos nos instrumentos de numerário e depósitos, títulos de dívida e empréstimos, revela o Boletim Estatístico do Banco de Portugal (BdP), hoje divulgado.

Nesse documento, o BdP destaca a diminuição dos ativos em depósitos das administrações públicas em 1,1 mil milhões de euros, e o acréscimo de 1,4 mil milhões de euros da dívida pública líquida de depósitos em relação ao mês anterior, totalizando 226,3 mil milhões de euros.

O máximo de 250.313 milhões de euros, registado em maio, bateu o máximo de 250.296 milhões de euros de dívida pública registado em agosto do ano passado.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Centeno mantém crescimento de 1,9% este ano. Acelera para 2% no próximo

O ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: José Sena Goulão/Lusa

Dívida pública desce mais devagar do que o previsto

desemprego Marcos Borga Lusa

Taxa de desemprego nos 5,9% em 2020. A mais baixa em 17 anos

Outros conteúdos GMG
Dívida pública atinge em maio novo máximo histórico