dívida pública

Dívida pública subiu para 249,2 mil ME em julho – Banco de Portugal

Dívida pública está nos 130,3%

A dívida das administrações públicas na ótica de Maastricht, a que conta para Bruxelas, aumentou para 249.165 milhões de euros em julho

A dívida das administrações públicas na ótica de Maastricht, a que conta para Bruxelas, aumentou para 249.165 milhões de euros em julho, acima do registado quer em junho quer no mesmo mês do ano passado, segundo o Banco de Portugal.

De acordo com os dados divulgados, o valor do ‘stock’ da dívida pública registado em julho, de 249.165 milhões de euros, significa mais 81 milhões de euros do que o registado em junho e mais 8.365 milhões de euros em relação a julho de 2016.

Face ao final do ano passado, o aumento da dívida pública é de 8.000 milhões de euros.

Já excluindo os depósitos da administração pública, a dívida na ótica de Maastricht situou-se em julho nos 230.287 milhões de euros, o que representa um acréscimo de 900 milhões de euros face a junho e de cerca de 6.000 milhões de euros em relação a julho do ano passado.

O Banco de Portugal não divulga para julho os valores da dívida pública em percentagem do Produto Interno Bruto (PIB), sendo essa apenas divulgada no final de cada trimestre. Em junho, a divida pública representava 132,2% do PIB.

O Governo tem a meta de chegar ao final do ano com uma dívida de 127,9% do PIB.

Quanto ao financiamento das administrações públicas, entre janeiro e julho, este foi de 4,5 mil milhões de euros, abaixo dos 5,2 mil milhões do mesmo período de 2016.

De acordo com uma nota explicativa do Banco de Portugal, “o financiamento obtido pelas administrações públicas junto dos bancos e de outros financiadores residentes foi de 4,2 mil milhões de euros e de 3,0 mil milhões de euros, respetivamente”.

Em contrapartida, “o financiamento obtido no exterior foi de -2,8 mil milhões de euros, refletindo essencialmente reembolsos antecipados de empréstimos ao Fundo Monetário Internacional no montante de 4,5 mil milhões de euros”.

Finalmente, o financiamento através de títulos foi de 8,6 mil milhões de euros, que mais do que compensou a redução de 4,1 mil milhões de euros nos empréstimos líquidos de depósitos.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
A presidente do Conselho de Administração da Autoridade da Concorrência (AdC), Margarida Matos Rosa. Fotografia:  TIAGO PETINGA/LUSA

Compra TVI. AdC ia chumbar operação que ia custar 100 milhões aos concorrentes

German Chancellor Angela Merkel and French President Emmanuel Macron attend a press conference after their meeting at the German government guesthouse Meseberg Palace in Meseberg, Germany, June 19, 2018. REUTERS/Hannibal Hanschke - RC1BEFE4FD20

Zona Euro com orçamento comum em 2021

Funcionários públicos e pensionistas descontam 3,5% para a ADSE

ADSE ganhou 4 mil novos beneficiários titulares

Outros conteúdos GMG
Dívida pública subiu para 249,2 mil ME em julho – Banco de Portugal