Dombrovskis sobre bloqueio no orçamento da UE: "Precisamos de ficar com o plano A"

Valdis Dombrovskis, vice-presidente da Comissão Europeia, sublinha que a União Europeia precisa de "ficar com o Plano A" no orçamento europeu. "Qualquer alternativa representaria problemas substanciais e atrasos substanciais no programa de recuperação."

Valdis Dombrovskis, vice-presidente da Comissão Europeia, sublinha que a União Europeia precisa de encontrar uma solução para contornar o bloqueio ao orçamento europeu. Neste momento, a chamada 'bazuca' europeia está bloqueada por países como a Hungria e a Polónia.

Em conferência de imprensa na Web Summit, o dirigente europeu refere que a Comissão Europeia "prefere ficar com o Plano A", precisamos de recuperar a economia. Dombrovskis aponta que "qualquer alternativa representaria problemas substanciais e atrasos substanciais no programa de recuperação".

Para Dombrovskis, qualquer tipo de alternativa possível que resultasse em atrasos, por exemplo, "aconteceria no pior momento possível, em que a Europa está numa crise grave e numa altura em que todos os Estados-membros estão em situação de recessão."

O vice-presidente destacou ainda que estão a decorrer trabalhos com a presidência alemã "para encontrar uma solução" até ao próximo Conselho Europeu.

Impostos digitais e a esperança de um novo começo com os EUA

Tanto na intervenção feita durante a Web Summit como na conferência de imprensa, o responsável europeu abordou o tema dos impostos digitais - algo que pautou muitas das intervenções de dirigentes europeus no primeiro dia da conferência.

A Europa está comprometida a "continuar a trabalhar no quadro principal da OCDE", que tenta chegar a um acordo multilateral na reforma dos impostos. "A economia digital está a atravessar fronteiras e é importante garantir que existe um sistema eficaz". "Esperamos chegar a um acordo internacional", explica, mas que num momento em que o processo de discussão foi adiado novamente, com a esperança de chegar a um acordo em meados de 2021, a Europa está preparada para avançar com uma solução a nível europeu.

Dombrovskis admite que "consegue perceber a motivação dos Estados-membros" de avançar com soluções próprias para taxar as multinacionais do setor digital, mas que a Comissão Europeia "quer evitar a proliferação dos sistemas de taxação diferentes na UE". "Não queremos 27 sistemas diferentes, achamos que será mais eficaz fazê-lo a nível europeu".

Dombrovskis indicou ainda que o tema dos impostos digitais é uma "questão importante a discutir em vários países", destacando que, em alguns casos, "as empresas digitais estão a pagar um terço dos impostos das empresas tradicionais".

Questionado sobre a relação entre a União Europeia e os Estados Unidos, Dombrovskis espera que a chegada de um novo governante à Casa Branca possa trazer "um novo começo para a cooperação transatlântica".

"O presidente eleito tem assumido em várias ocasiões que é um forte apoiante do multilateralismo e de alianças entre vários países". "Quando a União Europeia e os Estados Unidos colaboram podemos ter uma força positiva a nível global", afirmou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de