Durão Barroso

Durão Barroso é “exemplo maior” de promiscuidade entre política e economia

DR
DR

O chefe da delegação do PCP no Parlamento Europeu, João Ferreira, considerou haver uma "enorme promiscuidade" entre os poderes político e económico.

O chefe da delegação do PCP no Parlamento Europeu, João Ferreira, considerou hoje haver uma “enorme promiscuidade” entre os poderes político e económico na União Europeia (UE), sendo o de Durão Barroso um “exemplo maior” desta realidade.

“Durão Barroso é um exemplo maior de algo que caracteriza as instituições da União Europeia, que é a enorme promiscuidade que existe entre o poder político e o poder económico e financeiro”, disse Ferreira, aos jornalistas, em Estrasburgo.

A contratação do ex-presidente da Comissão Europeia pela Goldman Sachs Internacional (GSI) é “um caso que choca, que escandaliza, que repugna, mas que está muito longe de ser um exemplo único”, salientou.

João Ferreira exemplificou com os casos Luxleaks, de práticas fiscais agressivas praticadas no Luxemburgo quando Jean-Claude Juncker era primeiro-ministro no país, e de Mario Draghi, presidente do Banco Central Europeu e que trabalhou para a Goldman Sachs.

“O que fica claro é que há uma autêntica passadeira para os interesses económicos e financeiros entrarem por dentro das instituições da UE e as controlarem”, considerou.

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, anunciou que vai examinar o contrato do seu antecessor com o GSI e deu já instruções ao seu gabinete para tratar Durão Barroso como qualquer outro lobista com ligações a Bruxelas.

Qualquer comissário europeu ou funcionário da UE que mantiver contactos com Durão Barroso será obrigado a registar esses contactos e a manter notas sobre os mesmos.

Esta decisão de Juncker responde à provedora de justiça europeia, Emily O’Reilly, que na semana passada pediu esclarecimentos sobre a posição da Comissão Europeia face à nomeação de Durão

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa (E), conversa com o ministro de Estado e das Finanças, Mário Centeno (D), durante o debate parlamentar de discussão na generalidade do Orçamento do Estado para 2020 (OE2020), esta tarde na Assembleia da República, em Lisboa, 09 de janeiro de 2020. MIGUEL A. LOPES/LUSA

Subida do PIB em 2019 chega aos 2,2% com revisão nas exportações de serviços

Foto - Leonardo Negrao

Deco: seguros de saúde não cobrem coronavírus, seguros de vida sim

Foto: D.R.

Easyjet. Ligações de Portugal com Itália não serão afetadas, por enquanto

Durão Barroso é “exemplo maior” de promiscuidade entre política e economia