Futebol

E o plantel mais valioso do clássico Benfica-FC Porto é…

Benfica FC Porto
Lusa

O FC Porto perdeu vários jogadores, alguns deles bem valiosos e contratou alguns que espera valorizar. O Benfica perdeu a jóia da cora, mas tentou compensar com algumas soluções. Atualmente, é o plantel do Benfica o mais valioso da Liga portuguesa e do clássico da tarde deste sábado – o primeiro da Liga.

A época de transferências em Portugal fecha no final do mês, mas os maiores negócios parecem feitos. Os plantéis estão fechados, tirando um ou outro ajuste de última hora e já parece pouco provável saídas de nomes sonantes, como aconteceu em épocas anteriores – a surpresa pode ser Bruno Fernandes, do Sporting.

Neste contexto, este sábado realiza-se na Luz o primeiro clássico da época da Liga, entre Benfica e FC Porto – as duas equipas que têm dominado os títulos nacionais nos últimos anos. Esta semana falou-se precisamente do valor dos plantéis. Sérgio Conceição, o treinador do FC Porto, considerou o plantel atual do Benfica um dos melhores dos últimos anos, algo desvalorizado por Bruno Lage, técnico das águias, lembrando as épocas com Aimar, Saviola, Witsel ou Di Maria) no campeonato do valor dos plantéis. Palavras à parte, o site especializado no mercado do futebol Transfermarkt tem especialistas a analisar o valor financeiro dos jogadores e dá um veredicto concreto.

E o vencedor é… o Benfica

O plantel do Sport Lisboa e Benfica vale, atualmente, de acordo com o Transfermarkt 312,70 milhões de euros, contra os 259,25 milhões do FC Porto. Estão contabilizados 30 jogadores nos portistas e 29 nas águias.

O atleta mais valioso, ou com maior valor de mercado, das duas equipas é o lateral portista Alex Telles, com um valor avaliado em 35 milhões de euros. Seguem-se dois benfiquistas, Grimaldo e Rúben Dias (32 milhões) e dois dragões, Danilo e Marega (30). O jogador do Benfica em maior destaque esta época, Rafa, vem de seguida com um valor de 28 milhões – os analistas do site alemão não fazem a avaliação todas as semanas. Nakajima (custou 12 milhões) e Pizzi, ambos com 25 milhões, vêm de seguida.

Olhando para os reforços, é o japonês Nakajima, do FC Porto, aquele que ostenta maior valor – os tais 25 milhões -, seguindo-se de Raul de Tomas, que valerá 20 milhões de euros – precisamente o valor que o Benfica pagou por ele ao Real Madrid.

No balanço das entradas e saídas, o FC Porto, até porque perdeu mais jogadores do 11 da época passada, gastou mais. Os portistas gastaram um total de 60 milhões de euros, contra 43,75 do Benfica. O clube da Luz lidera destacado no lucro entre entradas e saídas, já que amealhou 188,20 milhões de euros, a maioria vinda dos 126 milhões que o At. Madrid pagou por João Félix (um recorde por um jogador da Liga portuguesa). O lucro do Benfica foi de 144 milhões.

Já o FC Porto lucrou 28 milhões de euros, com 88 milhões em vendas, a que mais rendeu foi Militão, que foi para o Real Madrid por 50 milhões de euros.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Lisboa. MÁRIO CRUZ/LUSA

Défice externo até julho agrava-se para 1633 milhões de euros

Lisboa. MÁRIO CRUZ/LUSA

Défice externo até julho agrava-se para 1633 milhões de euros

EDP. (REUTERS/Eloy Alonso)

Concorrência condena EDP Produção a multa de 48 milhões

Outros conteúdos GMG
E o plantel mais valioso do clássico Benfica-FC Porto é…