conjuntura

Economia acelera. PIB cresceu 1,8% no primeiro trimestre

O ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: TIAGO PETINGA/LUSA
O ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: TIAGO PETINGA/LUSA

Economia portuguesa está mais rápida. Em todo o caso, terá de continuar a acelerar para cumprir meta de 1,9% prevista por Mário Centeno

A economia nacional arrancou o ano a crescer 0,5% face ao último trimestre de 2018 (0,4% no trimestre anterior). Em comparação com o mesmo período do ano passado, o PIB português acelerou 1,8%, mostram as Contas Nacionais Trimestrais, divulgadas esta quarta-feira.

A contribuir para o avanço da economia nacional esteve “uma aceleração significativa do investimento” e um contributo da procura interna. Em sentido oposto, “o contributo da procura externa líquida foi mais negativo que o observado no trimestre anterior”, fruto de uma aceleração das importações face às exportações.

Os resultados estão ligeiramente acima das previsões divulgadas pelos economistas contactados pela Lusa e que antecipavam um avanço homólogo da economia de 1,7%. Em todo o caso, para cumprir as expectativas de Mário Centeno, a economia nacional terá de acelerar. A meta das Finanças aponta para um avanço da economia de 1,9% em 2019, um valor que foi revisto em baixa no Programa de Estabilidade – antes previa-se um crescimento de 2,2%. A previsão da Comissão Europeia, FMI e Banco de Portugal não vai além dos 1,7%.

O Instituto Nacional de Estatística (INE) salienta o importante contributo do investimento, que se sobrepõe ao consumo interno. Mas salienta que Portugal continua a comprar mais ao estrangeiro do que a vender, o que penalizou a procura externa no início deste ano.

É preciso esperar até ao dia 31 de maio para que o INE confirme estes dados que, agora, dizem apenas respeito a uma estimativa rápida.

Europa mantém o ritmo

O Eurostat confirmou, também esta quarta-feira que o ritmo de crescimento da Europa se mantém inalterado. No primeiro trimestre deste ano, o PIB da zona euro cresceu 1,2% e o da União Europeia avançou 1,5%, numa comparação homóloga.

Num olhar em cadeia, ou seja, face ao trimestre anterior, o crescimento do PIB da zona euro e da UE acelerou para os 0,4% (0,2%) e os 0,5% (0,3%), respetivamente.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Mário Vaz, CEO da Vodafone Portugal  Fotografia: Orlando Almeida / Global Imagens

Mário Vaz. “Havendo frequências, em julho teríamos cidades 5G”

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (C), durante a cerimónia militar do Instituto Pupilos do Exército (IPE), inserido nas comemorações do 108.º aniversário da instituição, em Lisboa, 23 de maio de 2019.  ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Marcelo: “Quem não for votar, depois não venha dizer que se arrepende”

Certificados

Famílias investiram uma média de 3,3 milhões por dia em certificados este ano

Outros conteúdos GMG
Economia acelera. PIB cresceu 1,8% no primeiro trimestre