Imobiliário

Edifício do “Cinema City” à venda por 12,750 milhões de euros

Complexo inclui edifício do cinema, 700 lugares de estacionamento, lojas, escritórios e restaurante.
Complexo inclui edifício do cinema, 700 lugares de estacionamento, lojas, escritórios e restaurante.

O edifício do complexo “Cinema City” , com 700 lugares de estacionamento, 34 lojas, escritórios e restaurante, localizado em Leiria, está à venda no Imovirtual por 12,750 milhões de euros.

O edifício do complexo “Cinema City” , com 700 lugares de estacionamento, 34 lojas, escritórios e restaurante, localizado em Leiria, está à venda no Imovirtual, sinalizado como “retoma de banco”, por 12,750 milhões de euros.

Trata-se de quase nove mil metros quadrados de edifício onde está instalado o cinema distinguido, em tempos, “pelo site “Architecture & Design” como um dos mais belos do mundo, a propósito da decoração das suas salas de cinema, cada uma delas inspirada num género cinematográfico diferente, desde o romance, suspense e terror, passando por uma animação para os mais novos”, adianta a imobiliária.

Comercializado pela EasyGest, o imóvel é avaliado em 1.485 euros por metro quadrado mas, adianta o anúncio, o preço é “negociável”. De fora fica a possibilidade de permutas, mas o vendedor promete “condições especiais de leasing com spreads diferenciados”.

De acordo com fonte da empresa NLC – New Lineo Cinemas de Portugal, Lda, que desenvolve a sua actividade em Portugal desde 1997″ e conta, atualmente, com seis complexos em pleno funcionamento (Cinema City Beloura, Cinema City Campo Pequeno, Cinema City Leiria, Cinema City Alegro Alfragide, Cinema City Alvalade  e o Cinema City Alegro Setúbal), a atividade do cinema de Leiria não está em causa, nem será afetada pela alienação do imóvel por parte do banco. “Os negócios estão inclusive em crescimento”, adiantou a mesma fonte.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
2. Os telemóveis desvalorizam até 78% do investimento num ano

Burlas com SMS custam um milhão por ano aos consumidores

Ana Jacinto, secretária-geral da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) antes de uma entrevista, esta manhã nos estúdios TSF.
(Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

Ana Jacinto. Hotelaria e restauração precisam de mais de 40 mil trabalhadores

Austin, EUA

Conheça o ranking das cidades mais desejadas pelos millennials em 2020

Edifício do “Cinema City” à venda por 12,750 milhões de euros