Portugal Mobi Summit

EDP e Saba criam 50 pontos de carregamento elétrico em parques

O acordo com a Saba permitirá à EDP Comercial  atingir mais de 250 postos de carregamento contratados. Foto: D.R.
O acordo com a Saba permitirá à EDP Comercial atingir mais de 250 postos de carregamento contratados. Foto: D.R.

Novos pontos serão instalados a partir de agosto em 14 parques de estacionamento da Saba em dez cidades, de norte a sul, incluindo o Funchal.

A EDP Comercial e a Saba acabam de fechar uma parceria para instalar 50 pontos de carregamento elétrico em 14 parques de estacionamento geridos pela Saba em dez cidades do país. Estes pontos vão estar ligados à rede pública MOBI.E e poderão ser utilizados por qualquer condutor de veículos elétricos.

Os primeiros equipamentos, segundo a EDP, vão começar a ser montados a partir de agosto, prevendo-se que mais de metade das instalações esteja concluída até ao final deste ano. Cada parque terá, pelo menos, dois pontos de carregamento, com destaque para o estacionamento da Nova SBE, em Carcavelos, no concelho de Cascais, que terá dez pontos disponíveis. Lisboa, Porto, Póvoa de Varzim, Vila Nova de Gaia, Matosinhos, Aveiro, Leiria, Faro e Funchal são os outros nove municípios abrangidos por esta parceria.

O acordo fechado com a empresa que faz a gestão de parques de estacionamento permitirá à elétrica aumentar para mais de 250 o número de pontos de carregamento contratados e ligados à rede pública. Ampliar a infraestrutura através de parcerias com entidades de “referência” nos vários setores da economia é, aliás, a estratégia que o grupo assume como uma das grandes prioridades para o crescimento da mobilidade elétrica.

“Temos feito um investimento significativo nesta área, de forma a assegurar uma forte resposta às necessidades de carregamento dos portugueses, dentro e fora de casa”, explica a presidente da EDP Comercial, Vera Pinto Pereira, lembrando que a mobilidade elétrica é um “passo fundamental” para atingir a descarbonização.

E é por isso que o diretor geral da Saba Portugal diz apostar também na “intensificação” de políticas suportadas na mobilidade elétrica. Esse é o caminho que, segundo Marco Martins, já levou a multinacional a celebrar acordos com as principais distribuidoras de energia, possibilitando o aumento da oferta deste serviço nos países em que opera.

“A parceria com a EDP, com a instalação de 50 pontos de carregamento em 14 dos nossos parques, permite reafirmar o nosso empenho num modelo de mobilidade sustentável, apoiando as iniciativas de responsabilidade social que se estão a desenvolver globalmente”, afirma o responsável da Saba Portugal, sublinhando a “preocupação constante” em oferecer aos clientes serviços “inovadores de máxima qualidade”.

Nos parques da Saba, os clientes com avenças mensais terão condições especiais para o carregamento elétrico, através do cartão CEME da EDP Comercial, utilizando apenas energia 100% renovável e com um desconto sobre a tarifa em vigor.

Enquanto comercializador de eletricidade para a mobilidade elétrica, o grupo já emitiu mais de 21 mil cartões que, segundo os dados fornecidos pela empresa, resultaram em cerca de 95 mil carregamentos na infraestrutura pública da EDP. São valores que correspondem a 1200 MWh de energia em carregamentos e que permitiram evitar a emissão de mais de 827 toneladas de CO2.

A Saba, por seu turno, embora tenha a expansão da rede de carregadores elétricos entre as principais apostas, investe também em outras experiências de logística urbana de last mile, como a microdistribuição e o e-commerce. São linhas estratégicas que – de acordo com fonte a empresa – têm vindo a transformar os parques de estacionamento em “pequenos nós de distribuição”, procurando, deste modo, contribuir para um modelo de mobilidade mais sustentável dentro das cidades.

Trata-se, no fundo, de uma visão que a Saba diz estar assente numa lógica de “hub de serviços sustentáveis”. O objetivo passa sobretudo por integrar políticas de mobilidade que fomentam a intermodalidade. É que, além da gestão de parques de estacionamento, a empresa investe ainda em serviços como car sharing, scooters e bicicletas elétricas.

A EDP Comercial e a Saba acabam de fechar uma parceria para instalar 50 pontos de carregamento elétrico em 14 parques de estacionamento geridos pela Saba em dez cidades do país. Estes pontos vão estar ligados à rede pública MOBI.E e poderão ser utilizados por qualquer condutor de veículos elétricos.

Os primeiros equipamentos, segundo a EDP, vão começar a ser montados a partir de agosto, prevendo-se que mais de metade das instalações esteja concluída até ao final deste ano. Cada parque terá, pelo menos, dois pontos de carregamento, com destaque para o estacionamento da Nova SBE, em Carcavelos, no concelho de Cascais, que terá dez pontos disponíveis. Lisboa, Porto, Póvoa de Varzim, Vila Nova de Gaia, Matosinhos, Aveiro, Leiria, Faro e Funchal são os outros nove municípios abrangidos por esta parceria.

O acordo fechado com a empresa que faz a gestão de parques de estacionamento permitirá à elétrica aumentar para mais de 250 o número de pontos de carregamento contratados e ligados à rede pública. Ampliar a infraestrutura através de parcerias com entidades de “referência” nos vários setores da economia é, aliás, a estratégia que o grupo assume como uma das grandes prioridades para o crescimento da mobilidade elétrica.

“Temos feito um investimento significativo nesta área, de forma a assegurar uma forte resposta às necessidades de carregamento dos portugueses, dentro e fora de casa”, explica a presidente da EDP Comercial, Vera Pinto Pereira, lembrando que a mobilidade elétrica é um “passo fundamental” para atingir a descarbonização.

E é por isso que o diretor geral da Saba Portugal diz apostar também na “intensificação” de políticas suportadas na mobilidade elétrica. Esse é o caminho que, segundo Marco Martins, já levou a multinacional a celebrar acordos com as principais distribuidoras de energia, possibilitando o aumento da oferta deste serviço nos países em que opera.

“A parceria com a EDP, com a instalação de 50 pontos de carregamento em 14 dos nossos parques, permite reafirmar o nosso empenho num modelo de mobilidade sustentável, apoiando as iniciativas de responsabilidade social que se estão a desenvolver globalmente”, afirma o responsável da Saba Portugal, sublinhando a “preocupação constante” em oferecer aos clientes serviços “inovadores de máxima qualidade”.

Nos parques da Saba, os clientes com avenças mensais terão condições especiais para o carregamento elétrico, através do cartão CEME da EDP Comercial, utilizando apenas energia 100% renovável e com um desconto sobre a tarifa em vigor.

Enquanto comercializador de eletricidade para a mobilidade elétrica, o grupo já emitiu mais de 21 mil cartões que, segundo os dados fornecidos pela empresa, resultaram em cerca de 95 mil carregamentos na infraestrutura pública da EDP. São valores que correspondem a 1200 MWh de energia em carregamentos e que permitiram evitar a emissão de mais de 827 toneladas de CO2.

A Saba, por seu turno, embora tenha a expansão da rede de carregadores elétricos entre as principais apostas, investe também em outras experiências de logística urbana de last mile, como a microdistribuição e o e-commerce. São linhas estratégicas que – de acordo com fonte a empresa – têm vindo a transformar os parques de estacionamento em “pequenos nós de distribuição”, procurando, deste modo, contribuir para um modelo de mobilidade mais sustentável dentro das cidades.

Trata-se, no fundo, de uma visão que a Saba diz estar assente numa lógica de “hub de serviços sustentáveis”. O objetivo passa sobretudo por integrar políticas de mobilidade que fomentam a intermodalidade. É que, além da gestão de parques de estacionamento, a empresa investe ainda em serviços como car sharing, scooters e bicicletas elétricas.

A EDP Comercial e a Saba acabam de fechar uma parceria para instalar 50 pontos de carregamento elétrico em 14 parques de estacionamento geridos pela Saba em dez cidades do país. Estes pontos vão estar ligados à rede pública MOBI.E e poderão ser utilizados por qualquer condutor de veículos elétricos.

Os primeiros equipamentos, segundo a EDP, vão começar a ser montados a partir de agosto, prevendo-se que mais de metade das instalações esteja concluída até ao final deste ano. Cada parque terá, pelo menos, dois pontos de carregamento, com destaque para o estacionamento da Nova SBE, em Carcavelos, no concelho de Cascais, que terá dez pontos disponíveis. Lisboa, Porto, Póvoa de Varzim, Vila Nova de Gaia, Matosinhos, Aveiro, Leiria, Faro e Funchal são os outros nove municípios abrangidos por esta parceria.

O acordo fechado com a empresa que faz a gestão de parques de estacionamento permitirá à elétrica aumentar para mais de 250 o número de pontos de carregamento contratados e ligados à rede pública. Ampliar a infraestrutura através de parcerias com entidades de “referência” nos vários setores da economia é, aliás, a estratégia que o grupo assume como uma das grandes prioridades para o crescimento da mobilidade elétrica.

“Temos feito um investimento significativo nesta área, de forma a assegurar uma forte resposta às necessidades de carregamento dos portugueses, dentro e fora de casa”, explica a presidente da EDP Comercial, Vera Pinto Ferreira, lembrando que a mobilidade elétrica é um “passo fundamental” para atingir a descarbonização.

E é por isso que o diretor geral da Saba Portugal diz apostar também na “intensificação” de políticas suportadas na mobilidade elétrica. Esse é o caminho que, segundo Marco Martins, já levou a multinacional a celebrar acordos com as principais distribuidoras de energia, possibilitando o aumento da oferta deste serviço nos países em que opera.

“A parceria com a EDP, com a instalação de 50 pontos de carregamento em 14 dos nossos parques, permite reafirmar o nosso empenho num modelo de mobilidade sustentável, apoiando as iniciativas de responsabilidade social que se estão a desenvolver globalmente”, afirma o responsável da Saba Portugal, sublinhando a “preocupação constante” em oferecer aos clientes serviços “inovadores de máxima qualidade”.

Nos parques da Saba, os clientes com avenças mensais terão condições especiais para o carregamento elétrico, através do cartão CEME da EDP Comercial, utilizando apenas energia 100% renovável e com um desconto sobre a tarifa em vigor.

Enquanto comercializador de eletricidade para a mobilidade elétrica, o grupo já emitiu mais de 21 mil cartões que, segundo os dados fornecidos pela empresa, resultaram em cerca de 95 mil carregamentos na infraestrutura pública da EDP. São valores que correspondem a 1200 MWh de energia em carregamentos e que permitiram evitar a emissão de mais de 827 toneladas de CO2.

A Saba, por seu turno, embora tenha a expansão da rede de carregadores elétricos entre as principais apostas, investe também em outras experiências de logística urbana de last mile, como a microdistribuição e o e-commerce. São linhas estratégicas que – de acordo com fonte a empresa – têm vindo a transformar os parques de estacionamento em “pequenos nós de distribuição”, procurando, deste modo, contribuir para um modelo de mobilidade mais sustentável dentro das cidades.

Trata-se, no fundo, de uma visão que a Saba diz estar assente numa lógica de “hub de serviços sustentáveis”. O objetivo passa sobretudo por integrar políticas de mobilidade que fomentam a intermodalidade. É que, além da gestão de parques de estacionamento, a empresa investe ainda em serviços como car sharing, scooters e bicicletas elétricas.

(veja tudo sobre mobilidade e o Portugal Mobi Summit em www.portugalms.com)

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Ilustração: Vítor Higgs

Indústria têxtil em força na principal feira de Saúde na Alemanha

O Ministro das Finanças, João Leão. EPA/MANUEL DE ALMEIDA

Nova dívida da pandemia custa metade da média em 2019

spacex-lanca-com-sucesso-e-pela-primeira-vez-a-nave-crew-dragon-para-a-nasa

SpaceX lança 57 satélites para criar rede mundial de Internet de alta velocidade

EDP e Saba criam 50 pontos de carregamento elétrico em parques