EDP entra no mercado onshore no Reino Unido com portfólio eólico e solar de 544MW

Empresa tem já presença em offshore, na produção de energia eólica.

A EDP - Energias de Portugal, S.A., através da EDP Renováveis, chegou a acordo para a compra de um portfólio eólico e solar de 544 megawatts (MW) no Reino Unido, anunciou a empresa à Comissão de Mercado e Valores Mobiliários (CMVM).

De acordo com a informação, a transação foi alcançada "através de dois acordos separados, com Vento Ludens e Wind2, por um valor total de até GBP 71 milhões [82 milhões de euros], condicional à concretização de objetivos pré-determinados para cada projeto".

A nota indica ainda que o portfólio integra 5 MW de um projeto eólico em operação, comissionado em 2012 com um Feed in Tariff de 20 anos, 192 MW de projetos eólicos em fase avançada de desenvolvimento, "que irão participar nos próximos leilões de CfD e no mercado de CAEs privados no Reino Unido, estimando-se que entrem em operação até 2025".

Contempla ainda 347 MW de projetos em desenvolvimento, incluindo 229 MW de energia eólica e 118 MW de energia solar.

Segundo a empresa, o Reino Unido tem um perfil de baixo risco e é um dos maiores mercados energéticos na Europa.

"Recentemente, o governo do Reino Unido anunciou uma meta para atingir zero emissões líquidas de gases de efeito de estufa até 2050 e sinalizou que, de 2021 em diante, os projetos eólicos onshore e solares estarão habilitados a participar em leilões de CfD, que se estimam realizar a cada dois anos até 2030", refere a EDP.

Na informação enviada à CMVM, a empresa acrescenta ainda que "o Reino Unido é um mercado com elevada liquidez e tem um dos mercados de CAEs mais desenvolvidos na Europa, providenciando múltiplas opções de entrada no mercado para este portfólio".

Esta transação permite à EDP Renováveis "estabelecer a sua presença no mercado onshore do Reino Unido com um portfólio de dimensão, tecnologicamente diversificado e em diferentes fases de desenvolvimento, assim como uma equipa de desenvolvimento experiente que se irá focar em oportunidades adicionais no país", sublinha.

A EDP frisa ainda que este portfólio reforça igualmente a presença da EDP Renováveis no Reino Unido, "diversificando e complementando a sua já longa presença em offshore, onde ao dia de hoje detém 1 GW de capacidade offshore bruta em construção e 0,9 GW em desenvolvimento, através da Ocean Winds".

"A entrada no mercado do Reino Unido enquadra-se no contexto do Plano de Negócios 2021-25 da EDPR, oferecendo diversificação e opcionalidade de crescimento, reforçando a posição da EDPR como líder global em renováveis", acrescenta a empresa.

"Os acordos que estabelecemos no Reino Unido, no âmbito do nosso plano de negócios 2021-25, representam um importante marco para a empresa.", afirma numa declaração enviada à imprensa, Miguel Stilwell d"Andrade, CEO da EDP.

"O Reino Unido é um velho conhecido da EDP Renováveis, uma vez que temos estado a desenvolver parques offshore no país há muitos anos. A entrada no mercado onshore abre novas possibilidades continuar a diversificar o nosso negócio. Trata-se de uma geografia estratégica e continuaremos a estudar oportunidades que acrescentem valor e reforcem a nossa posição de liderança no setor das energias renováveis", refere.

Atualizado com mais informação às 8h56

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de