Energia

EDP Renováveis ganha contratos para construir 490 MW eólicos na Colômbia

parque_eolico
Foto: EDP

A Colômbia é o 14º mercado no qual a EDP Renováveis vai operar e o terceiro na América Latina, depois do Brasil e do México.

Em comunicado enviado esta quarta-feira à Comissão do Mercado de Vamos Mobiliários (CMVM), após o fecho do mercado, a EDP – Energias de Portugal, S.A. informou hoje que, através da sua subsidiária EDP Renováveis detida a 82.6%, assegurou dois contratos de aquisição de energia de 15 anos num leilão renovável organizado pelo governo Colombiano.

No total, estes contratos vão permitir à EDP construir 490 MW na Colômbia, sendo que a empresa está já numa fase avançada no desenvolvimento destes parques eólicos. Este é o 14º mercado mundial em que a EDP Renováveis marca presença e “o eixo da consolidação do seu negócio na América Latina”, depois do Brasil e do México.

“Os contratos de longo-prazo são relativos a energia renovável que irá ser produzida por dois parques eólicos, nomeadamente Alpha, com capacidade registada de 212 MW, e Beta, com 280 MW, A entrada em operação dos parques deverá ocorrer em 2022.

Os dois projetos, ambos em fase de desenvolvimento pela EDP, foram selecionados no leilão de capacidade em Marco de 2019”, informou a elétrica no mesmo comunicado, acrescentando ainda que “com estes projetos, a EDP expande a sua presença geográfica ao entrar num novo mercado com desenvolvimento sustentável dos recursos energéticos renováveis”.

“A entrada da EDPR na Colômbia é uma peça fundamental da estratégia e plano de negócios de empresa”. Como anunciado no Strategic Update de 12 de março de 2019, com este novo contrato a EDP tem atualmente assegurado 60% dos cerca de 7 GW de capacidade build-out prevista para o período de 2019-2022.

“Como parte da sua estratégia de crescimento, a EDP continua a analisar oportunidades de crescimento, enquanto desenvolve projetos rentáveis focados em países com perfil de baixo risco e estabilidade regulatória, como é o caso da Colômbia.

 

No continente latino-americano, a empresa pretende continuar a crescer no âmbito da sua estratégia de avaliação de oportunidades e desenvolvimento de projetos, rentáveis e centrados em mercados com perfis de risco reduzido e com estabilidade normativa, tanto de energia eólica como de energia solar fotovoltaica. A 31 de junho a EDP Renováveis tinha uma capacidade instalada de 6029 MW no continente americano, incluindo as operações no Canadá e nos Estados Unidos.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Alberto Souto de Miranda
(Gerardo Santos / Global Imagens)

Governo. “Participar no capital” dos CTT é via “em aberto”

Congresso APDC

“Temos um responsável da regulação que não regula”

Congresso APDC

Governo. Banda larga deve fazer parte do serviço universal

Outros conteúdos GMG
EDP Renováveis ganha contratos para construir 490 MW eólicos na Colômbia