Emigração levou Portugal a perder 65 mil jovens no último ano

PCP diz que embaixada não apoia
PCP diz que embaixada não apoia

Os jovens portugueses estão cada vez mais a abandonar o país à procura de melhores condições de vida e no espaço de apenas um ano 65 mil jovens saíram do país, entre Junho do ano passado e Junho deste ano.

Nos primeiros seis meses deste ano, registou-se uma queda muito abrupta, com 44 mil jovens a saírem do país, segundo dados do INE (Instituto Nacional de Estatística), citados pela TSF. A perda de população activa no país é assim muito forte, sobretudo nas idades entre os 25 e os 34 anos, sendo esta faixa etária quem está a emigrar na sua maioria.

Jorge Malheiros, do Centro de Estudos Geográficos da Universidade de Lisboa, disse à TSF que a queda foi mais acentuada entre os homens, sendo o sexo masculino o mais afectado pela crise e pelo desemprego.

Segundo os dados do INE, a população activa com ensino superior está a crescer menos do que a população total com essa mesma formação. Segundo Jorge Malheiros, essa diferença pode-se dever ao facto de existirem jovens que terminam o seu curso e nem entram no mercado de trabalho e nem seque chegam a procurar emprego no país, sendo que nunca chegam a ser contabilizados como parte da população activa nacional.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página Inicial

Ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, com responsáveis da VW na apresentação do T-Roc. Fotografia: DR

Caldeira Cabral confiante em acordo com trabalhadores da Autoeuropa

Fátima Barros, presidente da Anacom
Fotografia: Álvaro Isidoro / Global Imagens

Operadores dificultam rescisões de contratos e Anacom divulga alternativas

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Emigração levou Portugal a perder 65 mil jovens no último ano