Emigração para França em mínimos de uma década

A França deixou de ser, em 2017, o segundo país de destino dos emigrantes portugueses, sendo ultrapassado pela Espanha e pela Suíça.

Em 2017, emigraram para França 8 316 portugueses. É um novo mínimo da série disponibilizada pelo Observatório da Emigração, referente ao período entre 2010 e 2017, com base nos valores do Institut National de la Statistique et de Études Économiques.

Numa década partiram para França 110 324 portugueses.

 

Este valor representa um mínimo desde 2010 e uma quebra de 32,8% face a 2016. "Depois de um máximo de 19 658 entradas em território francês em 2012, o número de emigrantes portugueses para França tem vindo a diminuir: -4% em 2013, -22% em 2014 e menos -21% em 2015. Apesar de ligeira retoma ocorrida em 2016 (+7%), em 2017 houve um decréscimo acentuado (-33%), fazendo de 2017 o ano em que entraram menos portugueses naquele país na década em curso", refere o Observatório da Emigração.

O estudo divulgado esta terça-feira indica que "as entradas em França parecem ter acompanhado a tendência geral dos fluxos de emigração portuguesa", que tem vindo a cair nos últimos anos.

Os dados referentes a 2017 revelam ainda que "a França deixa de ser o segundo país de destino dos portugueses tendo sido ultrapassado pela Espanha e pela Suíça."

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de