Contas Públicas

Endividamento da economia sobe para novo recorde

Fotografia: Global Imagens
Fotografia: Global Imagens

A dívida do setor não-financeiro voltou a aumentar em agosto. Subiu para 723,2 mil milhões de euros devido ao aumento da dívida pública.

O endividamento do setor não-financeiro subiu em agosto para um novo recorde de 723,3 mil milhões de euros, segundo dados divulgados esta sexta-feira pelo Banco de Portugal. Na base do aumento esteve sobretudo o setor público, já que as empresas e as famílias reduziram o nível de endividamento face ao mês anterior.

“Em agosto de 2017, o endividamento do setor não financeiro situou-se em 723,3 mil milhões de euros”, refere o Banco de Portugal numa nota de informação estatística. “Relativamente a julho de 2017, o endividamento do setor público registou um incremento de 2,4 mil milhões de euros”, acrescenta. Já o endividamento do setor privado desceu 900 milhões de euros.

No total, a dívida do setor não-financeiro do setor público era, em agosto, de 319,2 mil milhões de euros. Já o setor privado tinha uma dívida de 404,1 mil milhões de euros. Desde o início do ano, o total do endividamento setor não-financeiro, incluindo setores públicos e privados, aumenta quase 13 mil milhões de euros. Era de 710,6 mil milhões de euros no final de 2016, segundo a atual série do Banco de Portugal.

 

BdPNo que diz respeito ao setor público, o primeiro-ministro, António Costa, tinha prometido que a dívida iria começar a ser reduzida a partir do atual mês de outubro. No início desta semana foi feito o grande reembolso do ano de Obrigações do Tesouro, tendo sido amortizados mais de seis mil milhões de euros.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Inspeção Geral das Finanças tem inquérito a decorrer.

IGF detetou ilegalidades de 1900 milhões de euros em 2016

Patrick Drahi lidera grupo Altice. Fotografia: Filipe Amorim/Global Imagens

Acionistas da dona do Meo apresentam queixa por “informação falsa ou enganosa”

Fotografia: JOSÉ COELHO/LUSA

OE2018: Aprovado aumento extraordinário de 6 ou 10 euros nas pensões

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Conteúdo TUI
Endividamento da economia sobe para novo recorde