Dívida

Endividamento do setor não financeiro sobe 1,6 mil milhões em agosto

Fotografia: Kacper Pempel/ Reuters
Fotografia: Kacper Pempel/ Reuters

O endividamento do setor não financeiro subiu para 719,2 mil milhões de euros em agosto. No caso dos particulares, subiu 200 milhões de euros no mês.

O endividamento do setor não financeiro aumentou 1,6 mil milhões de euros em agosto, face ao mês anterior, atingindo os 719,2 mil milhões de euros.

O aumento deveu-se, sobretudo, ao acréscimo de endividamento do setor público mas o endividamento dos particulares também subiu em 200 milhões de euros em termos mensais, segundo dados do Banco de Portugal divulgados esta segunda-feira.

“Em agosto de 2018, o endividamento do setor não financeiro situou-se em 719,2 mil milhões de euros, dos quais 319,7 mil milhões (de euros) referentes ao setor público e 399,5 mil milhões (de euros) ao setor privado”, refere numa nota de informação estatística.

“A subida do endividamento do setor público refletiu-se no acréscimo do financiamento concedido pelo setor financeiro, pelas próprias administrações públicas e pelo exterior”, adianta.

“Relativamente às empresas, o aumento do financiamento externo [0,2 mil milhões de euros] foi compensado pela redução do endividamento face ao setor financeiro”, adianta.

A dívida do setor público não financeiro situa-se acima dos 160% do Produto Interno Bruto enquanto a do setor privado supera os 202% do PIB.

No setor privado, a dívida total dos particulares fixou-se em 141,9 mil milhões de euros em agosto e a dívida das empresas privadas ascendeu a 257,5 mil milhões de euros.

No setor público, a dívida das administrações públicas subiu para 313,4 mil milhões de euros e a das empresas públicas desceu para 41,7 mil milhões de euros.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Lisboa, 16/07/2019 - Decorreu hoje parte de uma reportagem sobre, empregos criados pelas empresas de partilha de veículos em Portugal..
Acompanhamos a recolha, carregamento e reparação das trotinetes partilhadas da Circ.

(Orlando Almeida / Global Imagens)

Partilha de veículos dá emprego a mais de 500 pessoas

Lisboa, 16/07/2019 - Decorreu hoje parte de uma reportagem sobre, empregos criados pelas empresas de partilha de veículos em Portugal..
Acompanhamos a recolha, carregamento e reparação das trotinetes partilhadas da Circ.

(Orlando Almeida / Global Imagens)

Partilha de veículos dá emprego a mais de 500 pessoas

António Mexia, CEO da EDP. Fotografia: REUTERS/Pedro Nunes

Saída de clientes da EDP já supera as entradas

Outros conteúdos GMG
Endividamento do setor não financeiro sobe 1,6 mil milhões em agosto