Entrega de declarações de IRS quase duplica em 24 horas

"Foram entregues 452.195 declarações de IRS até às 13h desta terça-feira, 265.252 das quais através de IRS automático", diz Centeno.

O número de declarações de IRS relativas a 2017 entregues até às 13h desta terça-feira quase que duplicou face ao valor de ontem, indicou o ministro das Finanças, numa audição que está a decorrer no Parlamento.

Na segunda-feira, tinham sido entregues cerca de 250 mil declarações até ao início da manhã, informou na altura o Governo. Trata-se, pois, um aumento superior a 80% em apenas 24 horas.

"Foram entregues 452.195 declarações de IRS até às 13h de hoje, 265.252 das quais através de IRS automático" e "até à meia-noite o número de declarações de IRS estava a subir mais de 20%", acrescentou.

Centeno referiu que "este ano apostamos na total desmaterialização da declaração de IRS e alargamos para cerca de 60% dos agregados a funcionalidade do IRS automático. No primeiro ano, o IRS automático abrangeu os contribuintes com rendimentos do trabalho dependente e de pensões, sem filhos, tendo sido utilizado por mais de 800 mil agregados, num potencial de 1,8 milhões".

"Este ano, a medida foi desenvolvida e abrange agora um universo de 3 milhões de agregados, com a inclusão dos agregados com dependentes, bem como dos que usufruam de benefícios fiscais respeitantes a donativos que sejam objeto de comunicação à Autoridade Tributária", enumerou Centeno.

Para o ministro, "o alargamento do IRS automático a um maior universo de contribuintes permite simplificar muito o cumprimento desta obrigação declarativa, evitar atrasos - com as consequentes coimas, e de acordo com a experiência que temos do ano passado, permite diminuir em muito os prazos de reembolso".

A campanha de entrega de IRS relativo a 2017 (só através da internet já que a entrega em papel deixou de ser possível) começou a 1 de abril e vai até 31 de maio.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de