Impostos

Entrega do IRS abrandou. Faltam mais de 50% das declarações

irs

A entrada de declarações de IRS no Portal das Finanças bateu este ano todos os recordes. Mas isso foi nos primeiros dias, agora o ritmo abrandou.

Na sexta-feira tinham sido entregues cerca de 2,6 milhões de declarações de IRS. Este domingo, o número pouco tinha mudado havendo agora um total de 2,63 milhões de declarações submetidas – segundo indicam os dados da Autoridade Tributária e Aduaneira.

Esta quase inatividade contrasta com os números iniciais que mostraram que nos primeiros seis dias foram entregues um milhão declarações. O ritmo estará assim a a abrandar, numa altura em que falta ainda mais de um mês para cumprir com esta obrigação declarativa (31 de maio).

No ano passado foram entregues mais de 5,4 milhões de declarações. A ordem de grandeza deste ano deve ser semelhante (uma vez que os critérios de dispensa não sofreram alterações), pelo que mais de metade dos contribuintes ainda não procedeu à validação e submissão do seu IRS. A grande diferença face a 2017 é que, este ano, é maior o universo de contribuintes abrangido pelo IRS automático, o que ajudará a evitar um congestionamento no acesso para os que deixem esta tarefa para o final do prazo, já que o automático avança sozinho, se for necessário.

A vantagem de se entregar mais cedo está na data de pagamento do reembolso. Tal como no ano passado, a AT demorou menos de duas semanas para fazer chegar o cheque dos contribuintes do IRS automático. Para os restantes, a média rondou os 23 dias de espera.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
fitch rating dívida riscos políticos

Taxa de juro da nova dívida cai para mínimo histórico de 1,8% em 2018

Fotografia: REUTERS/ Carlos Barria

China põe marcas de luxo a bater recordes

notas

Crédito cresce nas famílias mas ainda encolhe nas empresas

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Entrega do IRS abrandou. Faltam mais de 50% das declarações