Alojamento local

Equipas de fiscalização de Alojamento Local reforçadas em Lisboa

Fotografia: D.R.
Fotografia: D.R.

A fiscalização está a ser feita atualmente por georreferenciação. Câmara quer reforçar equipas no terreno.

Apesar de a inscrição de novas unidades de alojamento local (AL) ter sido suspensa a 9 de novembro nos bairros históricos, o sistema continua a aceitar registos. Nesse sentido, a A Câmara Municipal de Lisboa tem estado a fazer o controlo à distância, avança o Jornal de Negócios, esta quinta-feira.

A localização das novas inscrições que aparecem no Registo Nacional de Alojamento Local (RNAL) é verificada por georreferenciação e caso se situem nas áreas suspensas, o registo é rejeitado.

A solução tem um alcance limitado, pelo que a autarquia prevê um reforço das equipas de fiscalização. Existem situações em que a verificação tem de ser feita no terreno. Por exemplo, se no Airbnb é necessário haver o número de registo do imóvel, o mesmo já não acontece na plataforma Booking e acontecem ainda os arrendamentos informais.

Por enquanto, a autarquia conta com as denúncias de moradores e associações. Desde que as novas medidas entraram em vigor, já foram recusados 27 licenciamentos, segundo fonte oficial da câmara, citada pelo mesmo jornal.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
marcelo

Marcelo avisa que Portugal tem de construir um “país diferente”

O secretário-geral da UGT, Carlos Silva. MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

UGT insiste em mais 35 euros de salário mínimo e exige redução de IRS

(João Manuel Ribeiro/Global Imagens)

BCP chega a acordo com sindicatos e atualiza todos os salários com retroativos

Equipas de fiscalização de Alojamento Local reforçadas em Lisboa