Alojamento local

Equipas de fiscalização de Alojamento Local reforçadas em Lisboa

Fotografia: D.R.
Fotografia: D.R.

A fiscalização está a ser feita atualmente por georreferenciação. Câmara quer reforçar equipas no terreno.

Apesar de a inscrição de novas unidades de alojamento local (AL) ter sido suspensa a 9 de novembro nos bairros históricos, o sistema continua a aceitar registos. Nesse sentido, a A Câmara Municipal de Lisboa tem estado a fazer o controlo à distância, avança o Jornal de Negócios, esta quinta-feira.

A localização das novas inscrições que aparecem no Registo Nacional de Alojamento Local (RNAL) é verificada por georreferenciação e caso se situem nas áreas suspensas, o registo é rejeitado.

A solução tem um alcance limitado, pelo que a autarquia prevê um reforço das equipas de fiscalização. Existem situações em que a verificação tem de ser feita no terreno. Por exemplo, se no Airbnb é necessário haver o número de registo do imóvel, o mesmo já não acontece na plataforma Booking e acontecem ainda os arrendamentos informais.

Por enquanto, a autarquia conta com as denúncias de moradores e associações. Desde que as novas medidas entraram em vigor, já foram recusados 27 licenciamentos, segundo fonte oficial da câmara, citada pelo mesmo jornal.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Dívida pública está nos 130,3%

Endividamento da economia atinge novo recorde em abril

O ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, José Vieira da Silva, fala perante a Comissão de Trabalho e Segurança Social, na Assembleia da República, em Lisboa, 26 de junho de 2019. TIAGO PETINGA/LUSA

Mais 93 mil novas pensões atribuídas até julho

Zeinal Bava, ex-PT e Oi

Zeinal Bava faz promessa: “Chegou o momento de esclarecer tudo”

Outros conteúdos GMG
Equipas de fiscalização de Alojamento Local reforçadas em Lisboa