Coronavírus

Espanha confina mais cidades e País Basco admite segunda vaga

espanha aranda burgos covid confinamento
Centro de Aranda de Duero, em Burgos, Espanha vazia após novas medidas de confinamento na cidade onde vivem 32 mil pessoas, devido ao aumento de casos de covid-19 na zona. EPA/PACO SANTAMARIA

Subida de contágios para níveis de abril leva Espanha a isolar mais cidades e País Basco a falar em segundo surto

Há mais um município em Espanha a entrar em confinamento, na região de Burgos. Aranda de Duero, com 32 mil habitantes, e com alta incidência da covid-19, regressa à fase 1 e junta-se às cidades de Íscar e Pedrajas de San Esteban, em Valladolid, em confinamento desde o último sábado.

O plano de contenção proposto pela Junta de Castilla y León para isolar a cidade por 14 dias com o objetivo de conter uma possível transmissão comunitária da doença foi hoje autorizado pelo tribunal.
Entra em vigor amanhã, sexta-feira, e embora o prazo inicial previsto seja de catorze dias seguidos, “pode ser prorrogado de acordo com a evolução da situação epidemiológica que levou à adoção de medidas de contenção”, revela o jornal espanhol El Confidencial.

A situação da infecção em Aranda de Duero (Burgos) não pára de crescer, apesar de a idade média das infecções ser muito menor do que a registada há alguns meses: a idade média de positivos é de 35 anos e a grande maioria é assintomática.

Ministra basca nega regresso à normalidade

A ministra da Saúde do País Basco, Nekane Murga, alertou esta quinta-feira a população que o forte aumento de contágios nas últimas horas, com 338 novos positivos, indica a existência de uma segunda onda epidémica do vírus e que, por isso, o regresso à normalidade não é possível.

Murga referiu que a comunidade autónoma está com números que já não se registavam desde 28 de abril, quando foram registados 392 casos.

“O vírus está a ganhar terreno e a cada dia infecta mais gente” e além de “causar a morte”, deixa graves consequências como fibrose pulmonar, disse.

A ministra explicou que o Serviço de Saúde Basco está especialmente preocupado com as infecções em grandes cidades como Bilbao, que acumula 126 novos casos; Barakaldo (28) e Vitória (38) devido à grande mobilidade de seus cidadãos, que se mudam para segundas residências, outros territórios e cidades costeiras e cuja capacidade de transmissão do vírus é maior.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: Arquivo/ Global Imagens

Transações de casas caíram 35,25% em abril. Preços começam a abrandar

(João Silva/ Global Imagens)

Estrangeiros compraram menos casas em Portugal em 2019. Preço por imóvel subiu

(JOSÉ COELHO/LUSA)

Cadeias de retalho contra desfasamento de horários. Aguardam publicação da lei

Espanha confina mais cidades e País Basco admite segunda vaga