Agricultura

Espargo não só gourmet

Fotografia: Direitos reservados
Fotografia: Direitos reservados

Produtores nacionais querem fomentar o cultivo deste vegetal, bem como o seu consumo, sem que se torne numa moda

A Cooperativa Agrícola de Felgueiras organizou nesta sexta-feira o primeiro Encontro Nacional de Produtores de Espargos, com o objetivo de “despertar o interesse” pelo cultivo deste alimento, acreditando que tem um “enorme potencial”.

Em paralelo, pretende “desconstruir” a ideia de que a utilização do espargo está confinada à alta cozinha, ou seja, conetado com uma vertente gourmet, e torná-lo acessível à generalidade da população, lê-se num comunicado.

No entanto, os promotores do evento salvaguardam que a ideia também não é vulgarizar o seu uso a ponto de se tornar numa “moda” gastronómica, que possa “denegrir a cultura e todos os anos de esforço por parte dos empresários já instalados”, como refere Rui Pinto, diretor da Cooperativa Agrícola – Terras de Felgueiras, citado no mesmo comunicado.

Assim, o mesmo responsável sublinha a importância de se “alertar e sensibilizar o setor para a necessidade de profissionalizar a produção e comercialização do espargo em Portugal”.

Rui Pinto reconhece que, no país, “à exceção dos grandes centros – Lisboa e Porto -, o consumo deste vegetal é muito reduzido”. Em contrapartida, assinala que “os principais clientes do espargo nacional são Espanha e França, onde é um produto com muita aceitação, apreciado de várias maneiras”.

Do ponto de vista gastronómico, a Cooperativa recorda que os espargos “integram as refeições de várias formas, como entradas, nas sopas, saladas, acompanhamento de pratos ou sob a forma de soufflé”.

Originários da Ásia, estes alimentos também têm propriedades nutricionais que os organizadores do encontro fazem questão de destacar: baixos em calorias, isentos de colesterol, ricos em potássio, importantes fontes de fibras solúveis e ácido fólico, ricos em vitamina C e B e em ferro.

 

 

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(Tony Dias/Global Imagens)

Consumo dispara e bate subida de rendimentos

Hotéis de Lisboa esgotaram

“Grandes” eventos impulsionaram aumento dos preços na hotelaria em junho

Catarina Martins, Bloco de Esquerda

Catarina Martins diz que “Ryanair não pode ter um estatuto de impunidade”

Outros conteúdos GMG
Espargo não só gourmet